Brasília-DF,
18/SET/2018

Exposição no Museu da República apresenta 68 imagens da vida cotidiana

A abertura da mostra Brasília Utopia será na quinta-feira (1º/8) às 19h no Museu Nacional da República

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Nahima Maciel Publicação:31/07/2013 08:49Atualização:31/07/2013 09:33

Manifestações em frente ao Congresso Nacional: Brasília revela a faceta de cidade rebelde (Isabela Lyrio/Divulgação)
Manifestações em frente ao Congresso Nacional: Brasília revela a faceta de cidade rebelde

Pode-se planejar uma cidade, projetar seus espaços e erguer seus prédios, mas não se pode prever os sonhos que nela botem brotar. Com essa ideia, os fotógrafos Arthur Monteiro, Isabela Lyrio, Olivier Böels e João Paulo Barbosa se uniram à antropóloga Lena Tosta para criar uma exposição capaz de percorrer as distâncias entre a Brasília sonhada e aquela real, ocupada e funcional. Brasília utopia leva ao pé da letra a proposta de encontrar uma cidade real e humana ao explorar a área externa do Museu da República com um conjunto de 68 fotografias de 1x1,5 metro expostas ao ar livre em estruturas de bambu que resistem ao sol e à chuva.


Equilíbrio na corda bamba: perto do céu  (João Paulo Barbosa/Divulgação)
Equilíbrio na corda bamba: perto do céu


Saiba mais...
A ideia é levar os visitantes a se apropriar da área, assim como os habitantes se apropriaram da utopia em concreto sonhada por Juscelino Kubitschek, Lucio Costa e Oscar Niemeyer. “A Lena propôs tentar trazer a humanidade de Brasília como uma cidade de concreto que foi se tornando humana”, explica Isabela Lyrio, que encontrou um lado humano até mesmo na estátua de concreto do fundador no Memorial JK. “A gente se propôs ir atrás da vida na cidade. A própria exposição no museu é um exemplo de como trazer a vida para o concreto.”

 

Clique aqui e confira galeria de fotos com imagens da exposição

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES