Brasília-DF,
19/OUT/2018

Arte interativa mostra o que esperar do festival I love jazz neste fim de semana

Famílias, casais, crianças ocupam toalhas e cangas espalhadas pelo gramado do Parque da Cidade para escutar programação apreciada na capital

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Diego Ponce de Leon Publicação:09/08/2013 06:00Atualização:08/08/2013 14:45

A música congrega. Seja qual for o estilo. O Parque da Cidade democratiza o espaço e abre o gramado para o festival I love jazz, neste sábado (10/8) e domingo (11). Famílias, casais, crianças ocupam toalhas e cangas espalhadas pelo gramado para escutar uma programação apreciada na capital, mas pouco difundida. O jazz não encontra maiores redutos por aqui. Talvez por isso, o festival reúna um número cada vez maior de adeptos todos os anos.

Saiba mais...
“Quando fizemos o primeiro, em 2009, esperávamos reunir no máximo 2 mil pessoas”, revela o produtor e curador do evento, Marcelo Costa. “No ano passado, teve apresentação com 10 mil pessoas”, conta. A boa surpresa mantém Marcelo animado. Trompetista desde os 12 anos de idade, ele considera o festival como resultado de uma paixão pessoal: “O jazz é uma das minhas várias profissões. Talvez, a favorita”, brinca.

A programação prima pela diversidade do gênero. Como nas edições anteriores, prevalecem as bandas que resgatam o jazz tradicional, das décadas de 1920 até 1940. “Creio que seja a sonoridade que mais agrade ao público. Um swing mais alegre”, explica o produtor. A energia casa bem com o ambiente do parque, que, neste fim de semana, vive dias de Nova Orleans, com direito a um adendo especial: o pôr do sol.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Carlos Eduardo Costa 11 de Agosto às 16:53

Diz o produtor: %u201CCreio que seja a sonoridade que mais agrade ao público. Um swing mais alegre%u201D, explica o produtor. Continuem assim neste formato! Parabéns e vida longa!

[Denunciar]
André Pelegrini 09 de Agosto às 18:39

Concordo com a Lara, uma pitada de Smooth Jazz e Acid Jazz também traria muitas surpresas. Quem sabe nos próximos eventos!?

[Denunciar]
Lara Macêdo 09 de Agosto às 11:03

Discordo. Tenho certeza que se forem agregadas outras vertentes do Jazz, nesse maravilhoso evento, os promotores irão se surpreender com a presença maciça dos brasilienses que apreciam não só o Jazz tradicional como também os ritmos mais contemporâneos como o acid jazz e o smooth jazz.

[Denunciar]

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES