Brasília-DF,
16/OUT/2018

Grupo goiano Sonhus Teatro Ritual apresenta o espetáculo A Força da Terra

O grupo propõe ao público do festival a reflexão sobre as relações do homem com a terra, com o trabalho e com a família, além da interação com seu espaço

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Paula Bittar, Especial para o Correio Publicação:21/08/2013 06:05Atualização:20/08/2013 17:12
A peça goiana corrobora o crescimento da cena regional, mas grupos de Goiás também sofrem com a dependência do Estado (Objeto Sim-Cena Contemporânea/Divulgação)
A peça goiana corrobora o crescimento da cena regional, mas grupos de Goiás também sofrem com a dependência do Estado

São 15 anos de história. Quatro artistas apaixonados pela arte cênica. Dois anos de planejamento da peça que estreia, na noite desta quarta-feira (21/8), no Teatro Nacional. O Grupo Sonhus Teatro Ritual propõe ao público do festival a reflexão sobre as relações do homem com a terra, com o trabalho e com a família, além da interação com espaço em que vive. O projeto inicial foi apresentado ao diretor Hugo Rodas, em 2011, uma parceria muito esperada pelo grupo. “Além da experiência como diretor, o Hugo tem um olhar precioso e apurado sobre o ator. Isso é importante para a mise-en-scène”, conta Nando Rocha, ator da peça.

Saiba mais...
O espetáculo mescla a performance visual com a do ator. As cenas equilibram as linguagens do teatro, com a dança e com as projeções audiovisuais. Apresentam um roteiro totalmente aberto e conceitual, inspirado no filme Vidas Secas, de Nelson Pereira dos Santos. São 60 minutos de provocações que trazem referências do cinema, da literatura, mas também da própria realidade do homem. Segundo Nando Rocha, a peça pode ser dividida em dois momentos. No primeiro, preparam o palco. Já no segundo, levam o espectador para dentro do teatro poético, físico e quase sem falas.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES