Brasília-DF,
24/FEV/2018

Roberto Carlos faz dois shows na capital; veja arte interativa com o repertório

Autor de pelo menos 100 sucessos, o rei tem que se desdobrar para encaixar as 20 músicas que compõem cada apresentação

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Gabriel de Sá Publicação:23/08/2013 06:11Atualização:23/08/2013 16:26

Roberto Carlos é autor de pelo menos 100 sucessos. Nos shows, contudo, há espaço para apenas 20 canções. Pelo menos 15 não mudam nunca — são aquelas que, caso sejam deixadas de lado, fazem o público chiar. As outras cinco são rotatórias. Só que, como o Rei lançou dois hits em 2012, eles não podem deixar de ser incluídos nas apresentações. Essa é a matemática que vem sendo feita para esta sexta (23/8) e sábado (24), quando o cantor sobe ao palco do Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Emoções, Detalhes e Jesus Cristo estão no primeiro time. Quem ajuda nos cálculos é o maestro Eduardo Lages, diretor musical e responsável pelos arranjos das músicas dos concertos do Rei desde 1977. Aos 66 anos, ele rege 15 músicos. A trupe vem de uma série de cinco apresentações no Forte de Copacabana, no Rio, e está animada com a volta à capital, onde esteve pela última vez em 2011. “Os shows foram lotados no Rio, um sucesso. E Roberto estava bem descontraído”, conta Lages.

Três perguntas para Eduardo Lages

Como tem sido a repercussão de Esse cara sou eu e Furdúncio diante da plateia?

As músicas mais recentes são sempre as que as pessoas querem ouvir. Mas não significa que elas gostem mais, só que são músicas da onda e que elas querem ouvir. Especialmente Esse cara sou eu, que, na minha opinião, foi mais forte até que a novela em que ela esteve na trilha.

Nas vindas do Rei a Brasília, qual momento você destacaria como o mais marcante?

O que mais me chamou a atenção foi em 1981, no aniversário da cidade, quando tocamos para 200 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios. Hoje em dia, são comuns eventos desse porte, mas na época não. Até porque Brasília tinha uma população muito menor que a de hoje. Foi um acontecimento no país.

Vocês fizeram cinco shows no Forte de Copacabana este mês. Como foram as apresentações?

Apesar de ser carioca, eu não conhecia o lugar. É uma beleza, um local privilegiado, com uma vista maravilhosa da Praia de Copacabana e do mar. A impressão era de que o show estava acontecendo em um navio. Foi algo bem carioca mesmo, lotado, e Roberto bem descontraído.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES