Brasília-DF,
19/FEV/2018

Espetáculo apresenta angústias e reflexões sobre a mente feminna

O grupo (Des)esperar faz apresentação neste sábado no Teatro Plínio Marcos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:13/09/2013 06:04Atualização:13/09/2013 08:23
O quarteto de atrizes de (Des)esperar: interação com o público é um dos pontos-chave da peça
 (Renato Acha/Divulgação)
O quarteto de atrizes de (Des)esperar: interação com o público é um dos pontos-chave da peça

A angústia e as reflexões do ato de aguardar, para o corpo e para a mente da mulher, são os temas centrais do espetáculo (Des)esperar, que terá apresentação única, às 21h, no Teatro Plínio Marcos (Complexo Cultural Funarte). A peça é parte do II Festival do Fundo de Apoio à Cultura (Festfac), que se encerra neste domingo.

Livre adaptação do clássico Esperando Godot, de Samuel Beckett, a peça se foca principalmente no estado de espera feminino, e uma reflexão sobre o seu papel na sociedade contemporânea — o elenco é composto por quatro mulheres, e o cenário, um espaço vazio, tem objetos e lugares revelados a partir das ações das atrizes, da iluminação e da trilha sonora. Com duas temporadas realizadas na cidade, o espetáculo se baseia no improviso com o público.

SERVIÇO
(Des)esperar
Peça da Andaime Cia. de Teatro. Direção: Tatiana Bittar. Com Ana Luiza Bellacosta, Kamala Ramers, Larissa Mauro e Patrícia del Rey. Amanhã, às 21h, no Teatro Plínio Marcos (Complexo Cultural Funarte, perto da Torre de TV; 3322-2076).
Entrada franca. Classificação indicativa: 14 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES