Brasília-DF,
18/JUN/2018

Peça sobre relacionamento de casal chega a cidade neste fim de semana

Sob a direção de Jorge Fernando, Pequeno dicionário amoroso está em cartaz no Teatro Nacional para duas apresentações

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Mariana Vieira - Especial para o Correio Publicação:04/10/2013 06:03Atualização:03/10/2013 14:47

Juliana Knust e Eri Johnson fazem parte do elenco: a peça foi criada em 2000 e está na terceira montagem (Pequeno dicionário amoroso)
Juliana Knust e Eri Johnson fazem parte do elenco: a peça foi criada em 2000 e está na terceira montagem

Em 1997, estreava nos cinemas brasileiros o filme Pequeno dicionário amoroso, de Sandra Werneck (Cazuza — o tempo não para, Sonhos roubados). O drama conta a história de Gabriel e Luiza, um jovem casal que se conhece em um cemitério, troca telefones e marca um encontro. Eles passam a se ver mais e mais, a se envolver, se conhecer melhor, até que resolvem se casar e morar juntos. E aí começam todos os conflitos. O longa ganhou adaptação para o teatro em 2000, com Claudia Gimenez e Ernani Moraes nos papéis principais. Hoje, em sua terceira montagem, Pequeno dicionário chega a Brasília para duas apresentações, neste sábado (5/10) e domingo (6), no Teatro Nacional.

 

 

 

 

 

 

 

Dirigida por Jorge Fernando, a trama ganhou um viés de humor. “O Jorge conseguiu adaptar cenas e torná-la mais engraçada”, conta Eri Jonhson, que desde a segunda montagem, em 2002, faz o papel de Gabriel. “É impossível não se identificar com os desencontros, as perguntas e as respostas sobre o amor, além de outras questões de relacionamento. Quem não passou por isso ainda vai passar”, garante Eri, que divide os palcos com Juliana Knust, Camila Rodrigues e Rafael Zulu, conhecidos do público por papéis em folhetins da TV Globo.

 

Duas perguntas para Eri Johnson

Você está de volta a Brasília e já veio à cidade várias vezes este ano. Como é a plateia daqui?


Eu só tenho a agradecer ao público, que é sempre muito receptivo, que gosta de teatro e gosta de mim. Sinto-me acolhido. E também gosto de ir à cidade, pois tenho bons amigos. Não vou só trabalhar, mas me divertir também!

 

A peça está na terceira ontagem. Você participou da segunda, em 2002. O que mudou?


É bem diferente apresentar esta peça agora. O Jorge (diretor) fez algumas adaptações. É uma versão mais comédia romântica, apesar da seriedade dos temas tratados: o amor, os desentendimentos nas relações a dois, por exemplo.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES