Brasília-DF,
18/OUT/2018

Peça de Eduardo Sterblitch e stand-up de Paulinho Serra estão em cartaz

Apesar de tomarem rumos opostos, ambos têm em comum o início da carreira no grupo Deznecessários

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Publicação:01/11/2013 06:11Atualização:31/10/2013 13:16

As peças Paulinho Serra em pedaços e O melhor melhor show do mundo ficam em cartaz neste fim de semana (Priscila Frade/Divulgação, Paulinho Serra /Arquivo Pessoal
)
As peças Paulinho Serra em pedaços e O melhor melhor show do mundo ficam em cartaz neste fim de semana

Neste sábado (2/11) domingo (3), Brasília ganha dois reforços de peso para quem gosta de espetáculos de humor. O primeiro é O melhor melhor show do mundo, estrelado por Eduardo Sterblitch, em companhia do ator Rodrigo de Arruda e do músico Marcinho Eiras, na Arena Brasília (Shopping Iguatemi). O segundo é o stand-up Paulinho Serra em pedaços, no Teatro Brasil 21.

Um está no ar no programa Pânico na Band; o outro, no Famoso quem?, do SBT. Apesar de tomarem rumos opostos, ambos têm em comum o início da carreira no grupo Deznecessários e passagem pelo programa Pânico. O grupo, aliás, revelou grandes talentos da comédia nacional, como Tatá Werneck e Miá Mello.

A presença dos dois humoristas à cidade no mesmo fim de semana ressalta o sucesso das peças e dos filmes de comédia no Brasil. Paulinho Serra acredita que a boa aceitação se deve só ao talento dos artistas mas também “ao espectador brasileiro, que adora fazer piada com tudo”. Eduardo Sterblitch compartilha a mesma opinião do colega. “O astral do Brasil é diferente de qualquer lugar do mundo. Somos um povo caloroso, que ri até mesmo da própria desgraça. Preferir comédia talvez seja uma inclinação natural”, afirma.

Criado para o programa Pânico, O melhor melhor show do mundo foi adaptado ao teatro por Eduardo Sterblitch e está em uma de suas primeiras apresentações. Já em Paulinho Serra em pedaços, o humorista reapresenta papéis memoráveis de sua autoria, como o Traficante gay, aliando-os a cenas de improviso.

Eduardo Sterblitch

Estreia
• “O humor sempre esteve comigo. Flerto com o teatro desde criança.”

Projeto mais recente
• “Minha prioridade continua sendo o programa Pânico na Band.”

Próximos passos
• “Em novembro, estarei inaugurando o Pikadero, em São Paulo. Será uma casa de espetáculos de humor, onde pretendo experimentar o Poderoso Castiga no palco.”

Impressões de Brasília
• “Temos um carinho muito especial pela cidade. Foi um dos lugares que mais calorosamente recebeu a turnê. Esperamos que este ano não seja diferente.”

Piada sem graça é…
• “A piada mal contada. Para a comédia é preciso ter timing.”

Todo humor é válido?
• “Acredito que sim. Menos o mau humor. Esse não vale a pena.”

Paulinho Serra

Estreia
• “Peça Aluga-se um namorado, em 2006. Na televisão, no programa Pânico, em 2009.”

Projeto mais recente
• “Primeira temporada do programa Famoso quem?,no SBT.”

Próximos passos
• “Meu foco é o meu canal de humor no YouTube, Amada foca.”

Impressões de Brasília
• “Na última vez que vim a Brasília, gravei o documentário Amanhã vai ser maior, disponível no YouTube (sobre as manifestações que ocorreram em junho). O público brasiliense é um dos mais educados e inteligentes do Brasil.”

Piada sem graça é…
• “A piada falsa!”

Todo humor é válido?
• “Sim, dependendo do lugar. Bom senso não faz mal a ninguém.”

Confira o documentário Amanhã vai ser maior, de Paulinho Serra

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES