Brasília-DF,
26/SET/2018

Estudantes de escola de Ballet prestam homenagem a George Balanchine

A apresentação é composta de pequenas peças classícas: O quebra nozes, Coppélia, A bela adormecida, Sylvia e La fille mal gardée

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Paula Bittar, Especial para o Correio Publicação:15/11/2013 06:14

Cena de Serenade: número foi criado pelo russo George Balanchine (Cristiano Sergio/Fotoforum)
Cena de Serenade: número foi criado pelo russo George Balanchine

Os alunos da Cia de Ballet Norma Lília e das professoras Clara Vellozo e Kátia Feitosa tomam os palcos da cidade para mostrarem os resultados do esforço dedicado às aulas de dança deste ano. Do clássico ao contemporâneo, as apresentações unem a primazia do estudo da técnica e a sensibilidade que o caminho do aprendizado exige.

Ao som de Tchaikovsky, os alunos do tradicional Ballet Norma Lília homenageiam George Balanchine, russo que levou o balé clássico para os EUA, com um espetáculo baseado em Serenade. É a primeira vez que apresentam a montagem em Brasília.

Junto à obra diferenciada do coreógrafo de maior conhecimento musical de seu tempo, a apresentação é composta de pequenas peças classícas: O quebra nozes, Coppélia, A bela adormecida, Sylvia e La fille mal gardée. Já Em Era uma vez, os aprendizes das professoras Clara Vellozo e Kátia Feitosa apresentam coreografias cênicas por meio de danças clássicas e contemporâneas.


 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES