Brasília-DF,
22/FEV/2018

Entre a dança e a luta, a capoeira se destaca com forte influência cultural

Criada por escravos, a capoeira trabalha agilidade, coordenação e resistência muscular

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Guilherme Pera - Especial para o Correio Publicação:06/12/2013 06:24Atualização:05/12/2013 16:52

Roda de capoeira no Pontão: arte marcial nasceu a céu aberto
 (Janine Moraes/CB/D.A Press)
Roda de capoeira no Pontão: arte marcial nasceu a céu aberto

Na contramão da maioria dos esportes praticados cidade afora, a capoeira é, assim como o samba, uma expressão criada e desenvolvida no Brasil. Assim como o país, é famosa pela miscigenação: nasceu entre os escravos negros, recebeu influências dos indígenas e dos brancos. Além disso, a arte marcial mescla luta e dança.

A modalidade foi inventada por escravos e travestida de dança para que os senhores de engenho não percebessem que eles estavam aprendendo a lutar. E, da mesma forma que a feijoada, acabou sendo adotada por outros nichos, classes sociais mais abastadas. Hoje, serve como um dos principais produtos de exportação da cultura brasileira.

O DF tem locais especializados na prática da capoeira — e quem a explique. “A capoeira trabalha agilidade, força, resistência muscular, coordernação motora, destreza, musicalidade, ritmo, noção espaço-temporal, entre várias outras”, garante Leonardo Quaranta, conhecido como contramestre Pingo, um dos fundadores da Aruê Capoeira.

Onde praticar

Aruê Capoeira


(415 Sul, Bl. D, Lj. 14, sobreloja; 8405-8302)
Segunda a sexta, das 12h às 13h e das 19h30 às 21h. Mensalidade: R$ 80.

Abadá Capoeira

(Escola Municipal Caíque Tancre, Q. 2, Parque Marajó, Valparaíso (GO); 9212-3588)
Terça e quinta, das 18h às 19h, trabalho social para crianças, e das 19h às 20h, para adultos, com mensalidade a R$ 40.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES