Brasília-DF,
21/FEV/2018

Hamilton de Holanda divide o palco com Ellen Oléria neste sábado

Os músicos terão ainda a companhia de Fernando César, José Américo, Pedro Vasconcellos, Leander Motta, Pedro Martins, Tiago Tunes, Fernandinho e Ian Coury.

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Lucas Fadul - Especial para o Correio Publicação:13/12/2013 06:01Atualização:12/12/2013 13:38

Ellen Oléria  ( Diego Bressani/Divulgação)
Ellen Oléria

Cria da capital, o bandolinista Hamilton de Holanda se apresenta sábado (14/12), às 20h, no Teatro Oi Brasília, sede, pelo quinto ano consecutivo, do projeto Bandolim Solidário. O evento, em sua 12ª edição, é organizado pela Biblioteca Demonstrativa de Brasília, rebatizada, em 2012, com o nome de Maria da Conceicão Moreira Salles, ex-diretora e mentora do projeto. Toda a renda será revertida para a Associação Brasileira de Assistência às Famílias de Crianças Portadoras de Câncer e Homeopatias (Abrace).

Para edição deste ano, Hamilton terá a companhia da cantora Ellen Oléria e do violonista Roberto Correa, além de músicos do calibre de Fernando César, José Américo, Pedro Vasconcellos, Leander Motta (que participa do evento desde a primeira edição), Pedro Martins, Tiago Tunes, Fernandinho e Ian Coury.


Ouça a música Anunciação, com Ellen Oléria

 

Três perguntas Hamilton de Holanda

Você é um músico consagrado e premiado. Qual a sensação de se apresentar neste projeto que visa ajudar quem precisa?
Eu já contribuía com a Abrace antes, sempre ajudei a instituição. Agora, a dimensão é muito maior, porque tomou formato de show. A cada ano, chamamos músicos amigos de Brasília. É bom encontrá-los e dar aquele abraço de fim de ano.

O que esperar da apresentação?
Pretendem homenagear alguém?
Os homenageados são sempre as crianças. A cada ano, nós buscamos mudar o repertório. Para este ano, tocaremos clássicos como A tristeza do Jeca e Carinhoso, além de composições minhas e de outros músicos que se apresentarão conosco no dia.

Quais são os novos projetos para 2014?
Estou sempre com mais de dois projetos simultâneos. Para o ano que vem, eu e o Diogo Nogueira estamos trabalhando na Bossa Negra. Devo lançar também, no primeiro semestre, um álbum e um site. O projeto leva o nome Caprichos. O objetivo é valorizar o bandolim, de maneira educativa. O site terá, também, vídeos tutoriais.

Serviço : Bandolim Solidário
Sábado (14/12), às 20h, no Teatro Oi Brasília (Complexo Golden Tulip Brasília Alvorada, SHTN, Tc. 1, Lt. 1b, Bl. C; 3424-7121). Ingressos: R$ 60 e R$ 30 (meia). Não recomendado para menores de 14 anos. Mais informações: 3306-1176; 3244-3015; 3209-8800.

Tags: celular

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES