Brasília-DF,
21/OUT/2018

Buraco das Araras oferece várias opções de lazer para quem gosta de aventura e natureza

Rapel e mergulho são algumas das opções esportivas de uma das maiores depressões circulares do Brasil

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Lucas Fadul - Especial para o Correio Publicação:17/01/2014 06:00
Antes de desabar e ser ocupado pela vegetação e pelos turistas, o local era o teto de uma caverna (Jacqueline Saraiva/CB/D.A. Press/D.A Press)
Antes de desabar e ser ocupado pela vegetação e pelos turistas, o local era o teto de uma caverna

Localizado perto de Formosa (GO) e parte de uma imensa fazenda, o Buraco das Araras fica a 110km de Brasília. Gerada por desabamento, trata-se de uma das maiores dolinas de colapso do Brasil e a segunda maior do Centro-Oeste. O diâmetro de 150m e a profundidade de 85m tornam o local um paraíso perfeito para os amantes de rapel. Já o lençol freático da depressão é opção para mergulhadores. Os xaxins — também conhecidos como samambiaçu — ajudam a compor a floresta úmida presente no local, que abriga espécies vegetais em extinção.

Apesar do nome, as araras são dificilmente encontradas no ponto turístico, que é dominado por outras espécies de aves: as maritacas. O proprietário, Wenceslau Barros, cobra R$ 5 dos visitantes. Segundo ele, o valor é apenas um pedágio de passagem pela estrada da propriedade, que, localizada dentro da Fazenda Araras, tem cerca de 300 hectares e é onde fica a dolina. Wenceslau, no entanto, cede o lugar para algumas empresas de turismo, que disponibilizam pacotes para os turistas que optam pelo rapel ou pelo mergulho.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES