Brasília-DF,
19/FEV/2018

Projeto Invasão baiana chega à reta final neste fim de semana

Marcia Castro, Lucas Santtana e Baiana System estão entre as atrações

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Maíra de Deus Brito Publicação:14/02/2014 07:00Atualização:13/02/2014 13:13

Lucas Santtana Trio encerra projeto tocando na área externa do CCBB
 (	José de Holanda/Divulgação)
Lucas Santtana Trio encerra projeto tocando na área externa do CCBB

Depois de receber as bandas Vivendo do Ócio, Maglore, Cascadura e Dois Em Um, o projeto Invasão baiana encerra a programação neste fim de semana. Sábado (15/2), às 20h30 e às 22h30, a cantora Marcia Castro interpreta músicas do disco De pés no chão, no Teatro I do Centro Cultural Banco do Brasil. Domingo (16/2), a partir das 17h, o gramado do CCBB recebe Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz, Lucas Santtana e Baiana System.

“Será uma tarde em família”, diz Lucas Santtana, multi-instrumentista baiano, radicado no Rio de Janeiro há quase 20 anos. E ele tem razão: o primeiro álbum do Baiana System tem a participação de Lucas, que já confirmou presença no segundo trabalho da trupe; e o CD mais recente dele, O deus que devasta mas também cura, teve os arranjos e a regência do maestro Letieres. “Não sei se vamos tocar juntos. Se pintar alguma uma ideia durante a passagem de som, pode rolar algo. Mas nada está combinado”, avisa.

Idealizada por Letieres Leite, a Orquestra Rumpilezz promete um espetáculo marcado pela mistura, em que jazz moderno se funde às sonoridades do candomblé em arranjos de percussão e sopros. Já o Baiana System — formado por Robertinho Barreto, Russo Passapusso, Marcelo Seco, Wilton Batata e João Meirelles — faz uma conexão entre a Bahia e a Jamaica, turbinada com a guitarra baiana e com elementos do dub.

Ao lado de Bruno Buarque (MPC/percussões leves) e Caetano Malta (guitarra e baixo), Lucas Santtana (voz, violão e cavaquinho) toca músicas do quinto CD e composições de trabalhos anteriores. “É um show em formato de power trio. Se encaixa bem para a proposta dessa apresentação: ao ar livre”, completa Lucas.

 

Veja vídeo da música Nostalgia do futuro, do grupo Baiana System:

 

Duas perguntas//Lucas Santtana

O álbum O deus que devasta mas também cura foi lançado no começo de 2013 e está em turnê há algum tempo. Há previsão de lançamento de um novo disco?

Ainda nos apresentamos no Lollapalooza, em São Paulo, e em outras cidades, mas a turnê está na reta final. Devem rolar algumas apresentações no primeiro semestre, até a Copa do Mundo. O disco novo sai no começo de agosto. Ainda não tem nome, mas posso dizer que está quase pronto. O restante é segredo!

O som do seu último trabalho é mais eletrônico e tem características contemporâneas. Como foi levar para O Deus que devasta os arranjos e a regência de Letieres Leite, um músico com forte influência da cultura africana?

Tudo é música. O disco, na verdade, é uma mistura de vários sons e tem muitas referências. Letieres e eu temos muita afinidade e é ótimo ver e ouvir o que ele pode fazer além da Rumpilezz. A mente dele vai catalisando minha música.

 

Invasão baiana

 

Sábado (16/2), às 20h30 e às 22h30, show da cantora Marcia Castro, no Teatro I do Centro Cultural Banco do Brasil (SCES, Tc. 2, Lt. 22). Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia). Domingo (16), às 17h, shows com Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz, Lucas Santtana e Baiana System, na área externa do CCBB. Entrada franca. Informações: 3108-7600. Todas atrações têm classificação indicativa livre.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES