Brasília-DF,
25/FEV/2018

Musical sobre a carreira de Cazuza estreia hoje na cidade

Destaque para a performance de Emílio Dantas no papel da estrela do Barão Vermelho

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Irlam Rocha Lima Publicação:08/05/2014 07:00Atualização:09/05/2014 17:00


Ney Matogrosso entra no quarto onde Cazuza dorme e o desperta: “Acorda para o sucesso! Vou gravar Pro dia nascer feliz e o Barão Vermelho vai ficar muito conhecido”. Surpreso e desconcertado, o roqueiro diz que a música estará no segundo disco da banda e pede ao amigo para não fazer aquilo. Ney não só fez, como ajudou a transformar a canção no primeiro hit do Barão. Esse momento histórico na vida de ambos está registrado no musical sobre a vida e a obra do astro do rock nacional, intitulado, não por acaso, Pro dia nascer feliz. O espetáculo, um dos campeões de bilheteria do último verão no Rio de Janeiro, está na estrada e chega agora à capital, onde fica em cartaz desta quinta (8/5) a sábado (10/5), às 21h, no Net Live Brasília.


Confira mais fotos do musical

 

A intrépida história de Agenor de Miranda Araújo Neto, o Cazuza — apelido dado pelo pai, João Araújo —, morto em 1990, no auge da fama aos 32 anos, é contada nos palcos a partir de texto construído por Aloísio de Abreu, com direção de João Fonseca.

O pessoal do Barão no palco: um show à parte (	Léo Aversa/Divulgação)
O pessoal do Barão no palco: um show à parte


Durante duas horas, um elenco de 16 atores, encabeçado por Emílio Dantas, revive o talento instintivo e avassalador, o temperamento explosivo e a linguagem libertária desse ícone da cultura contemporânea produzida no país. Tudo isso entremeado por clássicos criados por Cazuza, como Bete Balanço, Exagerado, Preciso dizer que te amo, Brasil, Ideologia, Faz parte do meu show, O tempo não para e Codinome beija-flor.

 

Crítica: À flor da pele, por Luiz Prisco
 
O espetáculo Cazuza: pro dia nascer feliz é, ao mesmo tempo, emocionante e empolgante. Reflexivo e agitado. Uma mistura de sentimento, assim como o cantor homenageado. Em cerca de três horas de apresentação, o público é apresentado a novas versões de hits de Cazuza. O espetáculo foi visto por cerca de 500 mil pessoas, segundo assessoria de imprensa do Net Live Brasília.
 
As atuações são seguras e eficazes, assim como as performances. No entanto, a cena sempre é roubada por Cazuza -- magistralmente interpretado por Emílio Dantas. Os trejeitos, os acessos e a voz melodiosa do cantor estão presentes no palco.
 

Os principais problemas do espetáculo não têm a ver com o show em si. A estrutura do Net Live (que inaugurava oficialmente) deixou muito a desejar. Inicialmente, as cadeiras desconfortáveis atrapalharam a experiência. Em seguida, durante o show, muito barulho tomava conta do ambiente, atrapalhando atores e plateia. Como bem lembrou Emílio: "Cazuza merecia mais respeito".

 

Pro dia nascer feliz


Musical sobre a vida e a obra de Cazuza, com Emílio Dantas e grande elenco, dirigido por João Fonseca, de hoje a sábado, às 21h, no Net Live Brasília (Vila Planalto). Ingressos: R$ 110 (Setor 1), R$ 100 (Setor 2), R$ 90 (Setor 3), R$ 25 (Setor Extra) — valores referentes a meia-entrada. Ponto de venda: Central de ingressos no Piso G do Brasília Shopping. Não recomendado para menores de 14 anos. Informações: 3306-2012 e 4003-1212.

 

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES