Brasília-DF,
23/JUN/2018

De igrejas a museus e parques, o turista tem muito o que conhecer na capital federal

O Divirta-se Mais selecionou algumas dicas para os estrangeiros

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:20/06/2014 07:16
Palácio da Alvorada
 (Graça Seligman/Divulgação)

Residência oficial da presidente da República, a construção é mais uma pérola arquitetônica criada por Oscar Niemeyer para a nova capital. A fachada é composta de arcos de concreto, inspirados em redes. Turistas e brasilienses têm o costume de jogar moedas no espelho d’água localizado na frente do Palácio e fazer pedidos. O Alvorada fica no Setor de Hotéis e Turismo Norte e a visitação é gratuita.

Templo da LBV
O espaço ecumênico situado no fim da Asa Sul (915 Sul) atrai não apenas por sua beleza, mas pelas atividades realizadas no local, como cultos, meditação e exposições. O monumento de forma piramidal tem 21 metros de altura e 28 metros de diâmetro. No seu pináculo encontra-se o maior cristal puro do mundo, com aproximadamente 21 quilos. Em 2014, o templo completa 25 anos. A visitação é gratuita e pode ser feita em qualquer horário — o espaço fica aberto 24 horas.

Santuário Dom Bosco
O jogo de luzes criado pelos vitrais azuis que envolvem toda a igreja cria uma atmosfera encantadora. O templo foi construído em homenagem ao padroeiro de Brasília, São João Belchior Bosco, e é um dos mais belos da cidade, com destaque para o majestoso lustre, aceso durante as missas noturnas e outras celebrações. Situado no início da W3 Sul, o santuário pode ser visitado de segunda a sábado, das 7h às 19h e, no domingo, das 7h às 12h e das 14h às 20h.

Igreja Nossa Senhora de Fátima
 (	Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

Na Entrequadra 307/308 Sul, a “Igrejinha”, como é conhecida, foi construída a pedido da então primeira-dama, Sarah Kubitschek, para pagar uma promessa. Foi o primeiro templo em alvenaria a ser erguido em Brasília, inaugurado em 28 de junho de 1958. O formato da capela projetada por Oscar Niemeyer é curioso por lembrar um chapéu de noviça. Seu exterior é coberto de azulejos de Athos Bulcão. O templo fica aberto das 6h às 20h.

Parque Olhos D’Água
Situado na área correspondente às quadras 413 e 414 Norte, o parque tem pista de cooper de 2km, parque infantil, circuito de exercícios físicos e uma trilha interna, que passa pela bela Lagoa do Sapo. A vegetação é a típica do cerrado, inclusive com espécies frutíferas — algumas estão identificadas por pequenas placas. O Olhos D’Água funciona das 6h às 19h, diariamente, mas vale lembrar que não permite a entrada de animais domésticos nem de bicicletas.

Jardim Zoológico
Programa ideal para famílias com crianças, o Zoo abriga algumas centenas de espécies, além de um extenso espaço verde, ideal para piqueniques. Outros destaques são o borboletário e o museu de taxidermia, onde é possível ver de perto animais empalhados que já pertenceram ao zoológico. O espaço, na Av. das Nações, (Via L4 Sul), fica aberto de terça a domingo, das 9h às 17h. A entrada custa R$ 2 (crianças menores de 5 anos e idosos acima de 60 não pagam).

CCBB
O Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) possui uma das melhores programações culturais da cidade, com teatro, mostras alternativas de cinema, exposições temporárias (gratuitas) e, eventualmente, shows ao ar livre. O espaço abriga, ainda, uma livraria e café, com apresentações musicais (é cobrado couvert). Como fica distante da área central, oferece serviço grátis de transporte que sai da Rodoviária do Plano Piloto. Os horários e os itinerários podem ser consultados pelo telefone 3310-7087. A programação, no www.bb.com.br/cultura.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES