Brasília-DF,
25/SET/2018

Elza Soares é uma das atrações musicais do festival Latinidades

O evento também recebe nomes como os brasileiros Diogo Nogueira e Mart%u2019nália e o cubano Ibrahim Ferrer Jr

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Irlam Rocha Lima Publicação:25/07/2014 08:00Atualização:24/07/2014 14:36
 Elza Soares vai se apresentar ao lado de dois DJs na área externa do Museu da República ( Rodrigo Braga/Divulgação)
Elza Soares vai se apresentar ao lado de dois DJs na área externa do Museu da República

Elza soares sempre foi uma guerreira, uma militante na defesa dos seus princípios, de sua origem e de sua raça. E nunca deixou de manifestar essa condição com atitudes e palavras. No início da carreira, ao participar do programa de calouros de Ary Barroso, quando ouviu o apresentador perguntar de que planeta veio — numa clara alusão ao aspecto físico da cantora e aos trajes usados —, respondeu na bucha: “Do planeta fome, Seu Ary”. Depois exibiu seu potencial ao cantar Lama, de Paulo Marques, foi premiada e decolou para tornar-se uma das mais celebradas intérpretes da MPB.

Saiba mais...
Recentemente se submeteu a uma cirurgia complicada, “do cóccix ao pescoço”, segundo ela. Quatro meses depois voltou a soltar a voz privilegiada. Amanhã, de volta a Brasília, ela é uma das atrações da série de shows que dá visibilidade ao Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha — parte do festival Latinidades.

O Encontro de Saraus Negros abre a programação de hoje, às 21h. Amanhã, com início no mesmo horário, além do show de Elza, estão em destaque o Divas do jazz, com Ellen Oléria, Marabeau, Indiana Nomma e Alisa Sanders; e a homenagem que Ibrahim Ferrer Jr. e Marina de La Riva fazem ao Buena Vista Social Club. No domingo, apresentam-se, entre outros, o percussionista Naná Vasconcellos, as cantoras Cris Pereira e Fabiana Cozza; a sambista Mart’nália, o cantor Diogo Nogueira e o bandolinista Hamilton de Holanda.

Festival Latinidades

Shows em homenagem ao Dia da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha, nesta sexta (25/7) e sábado (286), a partir das 21h; e domingo, com início às 18h, na área externa do Museu Nacional da República (Esplanada dos Ministérios). Entrada franca. Classificação indicativa livre.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES