Brasília-DF,
19/FEV/2018

Gaby Amarantos comemora os 20 anos de carreira com show nesta sexta-feira

No repertório, a cantora vai cantar "Xirlei", "Ex mai love", "Beba doida", "Todo mundo" e "Brasil ostentação"

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Publicação:08/08/2014 07:06Atualização:07/08/2014 11:50
Gaby: 'sei que ainda tenho muito que conquistar, mas me imagino espalhando a alegria, através da música, por muitos anos' (Victoria Haus/Divulgação)
Gaby: "sei que ainda tenho muito que conquistar, mas me imagino espalhando a alegria, através da música, por muitos anos"

A cantora Gaby Amarantos se apresenta nesta sexta-feira (8/8), às 22h30, na Victoria Haus (SAAN, Qd. 1). Comemorando os 20 anos de carreira, a paraense conta ao Correio que fará um show com repertório bastante animado, repleto de canções como Xirlei, Ex mai love, Beba doida, Todo mundo e Brasil ostentação. “Tenho lembranças maravilhosas das minhas apresentações em Brasília. Quero fazer o povo tremer mesmo”, diz, em referência ao nome do álbum lançado em 2012. Faixas de outros cantores também estarão na apresentação. “Canto também um pouquinho de artistas da música brasileira que gosto e admiro”, revela. Os ingressos custam R$ 20 (pista) e R$ 40 (camarote). Valores de 1º lote.

Confira entrevista com a cantora

Você retorna à capital para show no próximo dia 8. Quais são as suas relembraças de outras apresentações em Brasília? E como é a sua relação com a cidade?

Tenho lembranças maravilhosas das minhas apresentações em Brasília. Do primeiro show aberto ao público, a outros shows junto à artistas do Pará... A receptividade do povo brasiliense sempre foi muito grande comigo, fico muito feliz e emocionada em saber que tenho tantas pessoas que gostam do meu trabalho. Então, tenho uma relação de muito amor, carinho e respeito por Brasília. Tenho muitos amigos, como os meninos do Móveis Coloniais de Acaju, outros amigos da música como Ellen Oléria, muita gente que gosto e respeito. Além disso, Brasília é também o meu refugio para quando quero descansar. Gosto de ir, pegar estrada, ir para cachoeira... é um lugar que tenho muito carinho!

O que você pode adiantar da apresentação em relação ao repertório? Quais músicas estarão no show?

O show que estamos levando pelo Brasil tem um repertório super “pra cima”, pra fazer o povo “tremer” mesmo. As mais pedidas pelo público estão lá: “Xirlei”, Ex Mai Love”, “Beba Doida”, “Todo Mundo” e, claro, “Brasil Ostentação”. Canto, também, um pouquinho de artistas da música brasileira que gosto e admiro.



Durante a Copa, a sua música Todo mundo esteve entre as mais tocadas e cantadas pelos torcedores. Como você vê esse retorno?

Fiquei muito feliz e surpresa, também. A música conquistou todo mundo mesmo! Virou um hino durante a Copa. Recebi vários vídeos das pessoas dublando, fazendo grupos de flash mob e criando novas coreografias. Esse retorno e aprovação do publico me fazem ser cada vez mais grata e realizada com meu trabalho.

Nos últimos anos, a sua carreira ganhou uma proporção muito grande. Como você enxerga essa evolução?

Acredito que a evolução é natural na carreira de qualquer músico. Esse ano completei 20 anos de carreira. E foi um caminho longo, cheio de altos e baixos, mas nunca desisti. De 2010 pra cá, tive maior ascensão na mídia e, depois da novela “Cheia de Charme”, em 2012, a minha carreira decolou. As pessoas me reconhecem pela minha música e a cada ano vejo mais claramente os resultados do meu trabalho. Acho que as pessoas percebem que eu vim para ficar. Sei que ainda tenho muito que conquistar, mas me imagino espalhando a alegria, através da música, por muitos anos.

Para você como é ser um nome que representa o technobrega e o Pará para o resto do mundo?

Nos paraenses sentimos muito orgulho do nosso estado. É um lugar encantador, com belezas naturais muito ricas, um povo alegre e caloroso e com tradições culturais lindas. Fico muito feliz de ter conquistado a oportunidade de levar um pouco do Pará por onde passo.

Você tem conseguido destaque internacional. Como foi a sua experiência em shows fora do Brasil?

Além da experiência com shows e com o público de outros países, eu também gravei uma serie chamada “Gaby Gringa”, que ainda é reprisada no Multishow e no canal Bis. Essa série me proporcionou vários encontros musicais com artistas como Seu Jorge, Emicida, Tulipa Ruiz, muita gente legal da musica. Fico muito feliz de ver pessoas de países como Belgica, Inglaterra, EUA, curtindo a musica brasileira, e felizes em receber essa nova sonoridade.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES