Brasília-DF,
21/JUL/2018

Bell Marques e Durval Lelys voltam à cidade com o projeto Brasília Elétrica

A coluna Sons da Noite te deixa informado sobre os próximos eventos que agitarão a cidade

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Irlam Rocha Lima Publicação:29/08/2014 06:10Atualização:28/08/2014 14:14
Eu recomendo
 (Heber Barros/Divulgação)

O show que Fabiana Cozza faz no próximo dia 9, no Teatro da Caixa, pelo projeto Samba de bamba é o Canto sagrado, com o qual homenageia Clara Nunes, na passagem dos 70 anos da cantora mineira. A sambista paulistana, considerada uma das melhores intérpretes da MPB contemporânea, vai passear por clássicos como Juízo final (Nelson Cavaquinho e Élcio Soares), Na linha do mar (Paulinho da Viola), Ijexá (Edil Pacheco), Canto de areia (Romildo e Toninho Nascimento) e Portela na avenida (Mauro Duarte e Paulo César Pinheiro). Não recomendado para menores de 12 anos.

Folia baiana

Bell Marques e Durval Lelys, ambos em carreira solo, são as atrações do Brasília Elétrica, em 20 de setembro, fazendo show em trio elétrico. Mas o projeto tem dois coadjuvantes: Neto Lx, do grupo Luxúria (nova sensação da música baiana), e a banda Oito7Nove4, formada por filhos de Bell, em sua primeira apresentação na cidade. Não recomendado para menores de 16 anos (atrás do trio) e de 18 anos (área open bar e Camarote Brasília).

Da Lapa

Cantora e compositora carioca apadrinhada por Martinho Da Vila, com três discos lançados e presença frequente nas rodas de samba da Lapa (Rio de Janeiro), Ana Costa volta à cidade em breve. Acompanhada por músicos brasilienses, ela faz show no próximo dia 19, no Semente da Vila (Setor de Clubes Sul) e passeia por clássicos da obra de Dorival Caymmi, Cartola e outros bambas. Não recomendado para menores de 18 anos.

Novo talento

Nome de destaque da moderna MPB, Dani Black é o autor de Oração, música que serviu de inspiração para o CD, DVD e turnê de Ney Matogrosso, e assina a trilha sonora de Uma noite na lua, espetáculo de João Falcão, estrelado por Gregório Duvivier. No próximo dia 12, o cantor e compositor paulistano, na primeira incursão pela capital, mostra seu trabalho no Teatro Oi Brasília. Classificação indicativa livre.

Mais bonitos

Grupo curitibano com muitos fãs em Brasília, A Banda Mais Bonita da Cidade se apresenta na sexta-feira da próxima semana, às 21h, no Teatro dos Bancários. Uyara Torrente (vocal), Thiago Ramalho (guitarra), Vinicius Nisi (teclado), Marano (baixo) e Luís Bourshcheidt (bateria) farão o pré-lançamento do DVD gravado em junho, no Cine Joia (São Paulo). Quem abre o show é a brasiliense Plano 61. Não recomendado para menores de 12 anos.

Voz sueca

O projeto Divas do Jazz, do Limoncello Ristorante (402 Sul), apresenta na próxima quarta-feira, às 21h, a cantora sueca Kajsa Beijer. No show, ela interpreta standards do repertório de Norah Jones e Jane Monheit. A entrada é franca. Não recomendado para menores de 18 anos.

Axé Brasília
Cantora Adriana Samartini  (Charles Vieira/Divulgação)
Cantora Adriana Samartini

O espaço onde até há pouco tempo funcionou a boate Noir foi retomado por Márcio Salomão, que faz planos para reocupação do local — ainda sem novo nome. Um dos projetos já definidos é o da domingueira de axé-music, comandada por Adriana Samartini, que estreia em 14 de setembro, às 18h. Não recomendado para menores de 18 anos.

Ícone da canção romântica

Brasília tem feito parte do roteiro das turnês de Julio Iglesias desde a década de 1980. Aos 70 anos, o cantor espanhol está de volta à capital para apresentação em 13 de setembro, às 21h, no Auditório Master do Centro de Convenções Ulysses Guimarães, na sequência da excursão, anunciada como a última desse ícone da canção romântica internacional. O roteiro do show contempla sucessos acumulados por Julio em 45 anos de carreira, com destaque para as versões em português Coração apaixonado, Devaneio, Me esqueci de viver, Pelo amor de uma mulher, De menina a mulher, que ele vai interpretar acompanhado por banda de oito músicos e duas backing vocal. Os ingressos, com preços entre R$ 220 e R$ 700, estão à venda no Brasília Shopping. Não recomendado para menores de 14 anos.

Trilha clássica

Deus e o diabo na terra do sol, o cultuado filme de Glauber Rocha, será exibido na noite de abertura do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, no Cine Brasília, em 16 próximo. Antes, uma orquestra de cordas, sob a regência do maestro Cláudio Cohen, executará Bachianas nº 5 (Heitor Villa-Lobos), com a participação da soprano Janette Dornellas, e temas populares recolhidos por Sérgio Ricardo, que integram a trilha sonora da obra. Classificação indicativa livre

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES