Brasília-DF,
20/JUL/2018

Última turnê de Julio Iglesias no Brasil chega à capital federal neste sábado

Em entrevista, Iglesias adianta que, em estúdio, ainda pretende fazer duetos com nomes como Paula Fernandes, Alexandre Pires e Fábio Júnior

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Sara Campos - Especial para o Correio Publicação:12/09/2014 06:00Atualização:12/09/2014 09:14
Julio Iglesias: 'Quero ficar na alma do brasileiro para sempre' (Cesar Manso/AFP Photo)
Julio Iglesias: "Quero ficar na alma do brasileiro para sempre"

Um dos cantores latinos mais consagrados do mundo, Julio Iglesias chega aos palcos da cidade em apresentação única neste sábado (13/9). O show faz parte da turnê 1, última excursão mundial do artista, que já percorreu 27 países, como Portugal, Holanda e Japão. No Brasil, estão previstas apresentações em São Paulo (18 e 19/9), Rio de Janeiro (26/9), Balneário Camboriú (27/9) e Florianópolis (3/10).

O auditório do Centro de Convenções Ulysses Guimarães vai abrigar a banda do artista composta por 11 músicos que pretendem animar o público com sucessos como Coração apaixonado e All of you.

A relação de Julio com o Brasil é antiga. “Quero ficar na alma do brasileiro para sempre”, diz o latino, em entrevista exclusiva ao Correio. Iglesias adianta que, em estúdio, ainda pretende fazer duetos com nomes como Paula Fernandes, Alexandre Pires e Fábio Júnior.



Confira entrevista com Julio Iglesias

Por que abandonar os palcos agora?

Não pretendo abandonar de vez os palcos. Falei ao meu produtor que seria difícil para mim fazer uma turnê grande no Brasil novamente. Não quero novamente fazer aquela agitação entre São Paulo e Rio novamente. Seguramente nao voltarei mais, mas não porque não queira voltar ao Brasil, mas a vida não é somente cantar. Tenho algumas empresas que administro e muitas pessoas dependem de mim nesses lugares.

O que os fãs podem esperar desse último show? Alguma surpresa no setlist ou participação especial?

Primeiramente, a palavra “último” não soa bem. Prefiro utilizar “possivelmente”.  Quero ficar na alma do brasileiro para sempre. Na minha vida não existe  “o último show” . Mas, no Brasil, quando conversei com o meu produtor, estive certo de que nao teria mais tempo pra fazer essas grandes turnês.Estou feliz porque vou cantar com artistas que eu adoro e com os quais eu nunca cantei antes. Eu quero cantar com o Brasil. São nomes como Paula Fernandes, Alexandre Pires e  Fábio Júnior. Sempre adorei fazer duetos e já cantei com pessoas de todas as partes do mundo.  

Você é fã de Roberto Carlos. Pretende fazer alguma parceria com ele ou outro artista brasileiro antes de encerrar essa turnê?

Roberto Carlos é uma pessoa muito especial. Temos semelhanças em muitas coisas. Eu tenho uma admiração muito grande por ele porque a música dele nasce de uma disciplina incrível. É uma personalidade que é identificada por sua própria obra. Ele sabe que eu estou à sua disposição e eu sei que ele está à minha. Sabemos cantar e o que devemos fazer  para agradar ao público e isso já é suficiente. Neste momento ele está ocupado, mas ainda há tempo para fazermos muitas coisas. Nós somos jovens. A juventude só se encerra aos 120 anos.

Entre suas passagens ao Brasil, alguma te marcou em especial?
 
Eu tenho o Brasil no meu coração depois de 42 anos de carreira. Fui ao Brasil 150 vezes. Percorri o país inteiro: de Manaus a Porto Alegre. Passei por todas as cidades do litoral como  Natal, Belém, Recife, Bahia…é tarefa impossível eleger uma viagem.  
O que mais te encanta no Brasil?

Com certeza as pessoas. As pessoas fazem o país e nao é o país que faz as pessoas. A identidade do povo brasileiro faz dessa terra uma terra especial.

Depois de ter sido o artista de música latina que mais vendeu discos segundo o Guinness Book,  você acredita que há outros nomes que podem seguir o seu legado para a música latina?

Não somos corredores de maratona. O artista não tem lugar a ocupar, ele tem arte. E a arte está repleta de bons artistas. Não quero ser o artista principal, pois há muitos artistas principais ao nicho que se propõem ocupar. Penso que tive muitas oportunidades e soube aproveitá-las. Um grande artista é feito por uma junção de vários elementos.  

E quais são esses elementos?

Se eu soubesse quais são eles eu seria um artista maior ainda (risos).  

Como você enxerga o futuro da música latina no resto do mundo?

A música latina tem muitas coisas bonitas e outras que são ruins. A melhor música latina é a que nasce no samba, no mambo, no merengue, na salsa, na bossa nova, na cuenca… São aqueles sons naturais que saem originalmente. Uma música grande nasce da relação das misturas entre brancos, negros e índios. Veja que hoje em dia a música latina tem sons diferentes e eletrônicos, mas ainda gosto da natureza dos ritmos de cada país. A música popular é o que perdura em todas as nações.  

Tem algum projeto específico ou outra atividade que pretende realizar após deixar os palcos?

Eu não tenho projetos. Eu mesmo sou um projeto dos meus pais. O maior projeto que tenho é não pensar no amanhã.
Julio Iglesias: “Quero ficar na alma do brasileiro para sempre”

Turnê 1
Última turnê de Julio Iglesias no Brasil. Amanhã, às 21h, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Ingressos: R$ 450 (meia) e R$ 900 (inteira). Assinantes do Correio têm 50% de desconto. Ponto de venda Central de Ingressos do Brasília Shopping e site Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br). Não recomendado para menores de 16 anos. Informações: 9699-7142.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES