Brasília-DF,
20/JUN/2018

Renato Borghetti se apresenta na Bienal do B.Açougue, no T-Bone

No repertório, Borghetti resgatará as origens sulistas

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Elô Bittencourt - Especial para o Correio Publicação:26/09/2014 06:35Atualização:25/09/2014 11:31

 (Aureliza Corrêa/Esp. CB/D.A Press)
"A essência do campo e do rural é o que eu passo na minha música. Apesar de misturada ao urbano, a natureza interfere no meu trabalho e nada mais justo do que ela aparecer no produto final”. É assim que o cantor, compositor e instrumentista Renato Borghetti traduz sua música. O gaúcho solta a voz ao ritmo da gaita ponto, hoje, como parte da programação da 4ª Bienal do B.


No repertório, Borghetti resgatará as origens sulistas. “Minha obra tem muita influência do Uruguai e da Argentina e esse som possibilita muito improviso. Tocamos o que dá vontade e fazemos arranjos novos de acordo com a gente sente”, conta.


Renato se diz à vontade em tocar na capital federal, cidade que, para ele, “recebe bem a música instrumental brasileira”. O instrumentista completa dizendo que “a cidade é um misto de informações e, por isso, é fácil experimentar o novo aqui. É um público aberto.”

Renato Borghetti

Show do cantor e compositor pela programação da Bienal do B. Açougue
T-Bone (312 Norte, Bloco B , loja 27). Hoje, às 21h. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES