Brasília-DF,
21/FEV/2018

Gabriel Thomaz e Os Dinamites interpretam canções de Little Quail and the Mad Birds

O show será neste sábado, às 21h, na Asa Norte

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Publicação:09/01/2015 07:10
Público poderá relembrar clássicos da banda Little Quail, formada na década de 1990 em Brasília (Patrick Grosner/Divulgação)
Público poderá relembrar clássicos da banda Little Quail, formada na década de 1990 em Brasília

Poucos momentos foram tão importantes para a história musical de Brasília quanto as décadas de 1980 e 1990. Ambas destacam-se pelo surgimento de bandas de rock icônicas que ganharam projeção nacional.

Se, nos anos 1980, sobressaíram nomes como Legião Urbana e Capital Inicial, na década seguinte, muitos coexistiram no cenário roqueiro da capital. O Little Quail and the Mad Birds faz parte dessa geração.

Quem viveu a efervescente época e era fã do trio formado por Gabriel Thomaz, Bacalhau e Zé Ovo poderá matar as saudades sábado, com o tributo ao Little Quail que será realizado no Amsterdam Street. O “candarioca” Gabriel assume os vocais e será acompanhado pelo grupo brasiliense de rockabilly Os Dinamites.

“O Little Quail já fez alguns shows após o fim da banda, mas é a primeira vez que presto um tributo ao grupo. É especial que seja aqui na capital, onde tudo começou”, conta o músico.

Tributo ao Little Quail and the Mad Birds

Com Gabriel Thomaz e Os Dinamites. Sábado, às 21h no Amsterdam Street (211 Norte, Bloco D, subsolo; informações 8115-3725, 8124-3260 e 9244-6406). Ingresso a R$ 30 (no débito) e R$ 20 (à vista). Não recomendado para menores de 18 anos.

Duas perguntas Gabriel Thomaz

O Little Quail and the Mad Birds se dissolveu há muitos anos e, mesmo assim, o público ainda se recorda do grupo com nostalgia. O que isso representa para você?

Fico muito orgulhoso em saber que ainda há tanta gente querendo ouvir essas músicas. Soube que, na exibição de uma apresentação nossa no filme Geração Baré Cola — Usuários de rock, no Cine Brasília, o público cantou durante as cenas. Quero retribuir esse carinho. Geralmente, quando nos apresentamos, todas as músicas são entoadas em coro.

No fim do ano passado, você lançou um EP com Érika Martins (ex-Penélope) e Fred, dos Raimundos. Haverá uma canja com essas canções na apresentação?

Tem muita gente pedindo o show do EP em outras cidades, mas como é outro repertório, outra história, acho que pede apresentação especial. Fiquei muito surpreso. A gente ia lançar o disco só depois do réveillon, mas ficamos muito curiosos sobre a opinião dos nossos amigos. Colocamos as canções no SoundCloud e, em algumas horas, havia mais de mil acessos. Muitos artistas lançam discos de maneira oficial, com apoio de gravadora, e não conseguiram a mesma repercussão. Ficamos muito felizes! Futuramente esse EP vai virar um CD, mas sem pressa. Faremos com calma e lançaremos no momento certo.
Tags: celular

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES