Brasília-DF,
21/JUL/2018

Museus da cidade que reúnem registros da construção de Brasília atraem turistas

O Catetinho, Memorial JK e o Museu Vivo da Memória Candanga estão entre os visitados

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:23/01/2015 07:00

A história da construção de Brasília se confunde com a do Brasil recente. Os registros dessa época encontram-se em alguns museus da cidade. O Catetinho, o Memorial JK e o Museu Vivo da Memória Candanga destacam-se por receber turistas, estudantes e moradores da cidade interessados em saber mais sobre o início da capital federal.

Inaugurado em 1956 e transformado em museu em 1959, o Catetinho foi a primeira residência oficial do presidente Juscelino Kubitschek em Brasília. O acervo resgata a vida dos pioneiros que vieram ao Planalto para erguer o lugar onde moraria o presidente.

A história é recontada a partir de fotografias e objetos que pertenciam a esses trabalhadores ou a JK. Ao circular pelos cômodos do palácio, o visitante pode imaginar a vida na época da construção da capital.
Localizado em um dos pontos mais altos de Brasília, o Memorial JK foi construído no espaço onde foi celebrada a primeira missa de Brasília. Projetado por Oscar Niemeyer a pedido da primeira-dama, Sarah Kubitschek, o Memorial foi inaugurado em 1981. Peças, fotografias e documentos, mostram as principais passagens da vida do ex-presidente e da construção de Brasília.

A biblioteca particular de JK é outra atração do lugar. Os quiosques multimídia distribuídos pelo museu dão acesso interativo a obras literárias e a um documentário sobre JK, exibido de hora em hora. Do lado externo, fica exibido o famoso carro do presidente, um Ford Galaxie LTD, de 1974.

De hospital a museu

O primeiro hospital de Brasília transformou-se no que é hoje o Museu Vivo da Memória Candanga. Formado por 17 edificações originais do hospital, a alameda de casas coloridas feitas de madeira, com árvores por todos os lados, transporta o visitante à atmosfera da década de 1960. A exposição permanente conta com três coleções: uma própria do hospital, com documentos, móveis e equipamentos hospitalares; outra, de Mário Moreira Fontenelle, primeiro fotógrafo oficial de Brasília, que registra a construção da cidade; e a terceira, do mobiliário do Brasília Palace Hotel.

 

Primeira residência de JK no Planalto, o Catetinho recria a atmosfera da década de 1960 (Carlos Vieira)
Primeira residência de JK no Planalto, o Catetinho recria a atmosfera da década de 1960

 

SERVIÇO
Catetinho
(BR-040, km 0, Gama; telefone 3338-8803). Diariamente, das 9 às 17h. Entrada gratuita.

 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES