Brasília-DF,
22/FEV/2018

Grupo apresenta releitura de Branca de Neve apenas com sombras, mímica e sons

O elenco é formado por três atores que se revezam entre os personagens

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:23/01/2015 08:00
As sombras são como personagens do espetáculo que recria obra dos Irmãos Grimm (Mariana Rocha/Divulgação)
As sombras são como personagens do espetáculo que recria obra dos Irmãos Grimm

Quem é que nunca ouviu falar em Branca de Neve e os sete anões? O conto, de origem alemã, foi compilado pelos Irmãos Grimm em 1819 e ganhou uma adaptação para o cinema, sendo o primeiro filme produzido pela Walt Disney e o pioneiro entre os clássicos da companhia.

Pensando em contar essa história, mas de maneira diferente, o grupo carioca Centro Teatral e Etc e Tal criou uma releitura do conto original dos Grimm, na qual a história é contada totalmente sem palavras. O espetáculo ¿Branca de Neve? mistura humor, teatro e mímica. Um charme a mais é o teatro de sombras da Cia. Falante (RS), convidada para fazer parte da peça.

As silhuetas completam o cenário e até parte dos personagens. O único objeto real é a porta da casa dos anões.

“O público não enxerga concretamente, mas imagina com a mímica e com as formas das sombras”, conta o ator e diretor do espetáculo, Álvaro Assad.

O elenco é formado por três atores que se revezam entre os personagens. Até os sete anões criam forma através do trio, que com o teatro gestual conseguem interpretar quantos personagens for preciso. “Com a mímica é possível fazer esse trabalho, com gestos e onomatopeias”, explica o diretor.

Como a peça é toda apresentada com gestos, mímicas e sombras, Álvaro conta que existe uma preocupação dos pais se os filhos entenderão a história. Mas, de acordo com ele, já houve até casos em que os pequenos precisaram explicar aos adultos o que estava se passando: “As crianças não têm barreira em relação à imaginação. Faz parte do universo delas se entregar.”

¿Branca de Neve?

Caixa Cultural (SBS Q. 4 Lt. 3/4; 3206-9448). Sábado, às 15h; e domingo, às 15h e às 17h. Ingressos: R$ 10 e R$ 5 (meia também para doadores de livro). Classificação indicativa livre.
Tags: celular

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES