Brasília-DF,
12/NOV/2018

Quando o coração transborda resgata essência do teatro brasiliense

A peça é escrita e protagonizado por Maíra de Oliveira, filha de Ary Pára-Raios

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Diego Ponce de Leon Publicação:06/03/2015 07:23
A filha de Ary Pára-Raios relembra a relação com o pai em monólogo ( João Antônio/Divulgação)
A filha de Ary Pára-Raios relembra a relação com o pai em monólogo
O criador Ary Pára-Raios mudou a cara do teatro brasiliense. Em 1979, tomou as ruas do Distrito Federal e levou teatro aos confins da capital federal por meio do histórico grupo Esquadrão da Vida, um patrimônio cênico de Brasília. Parte dessa jornada está em Quando o coração transborda, monólogo codirigido, escrito e protagonizado por Maíra de Oliveira, filha de Ary.

Além de resgatar a relação com o pai, Maíra aproveita o palco para debater o ofício do ator. A angústia e o prazer de fazer teatro são retratados por meio de textos, cartas e canções em um espetáculo que deve emocionar a plateia.

A temporada começa no Espaço Pé Direito (Vila Telebrasília) e segue para Taguatinga, Samambaia e Gama, antes de aparecer pelo Plano Piloto, onde fica até o fim de abril. Além das apresentações, Maíra fará duas sessões voltadas a alunos do ensino médio, debates e ainda uma oficina de teatro acrobático. Exatamente como seu pai a ensinou: o teatro só faz sentido quando chega ao povo. E o (co)move.

Quando o coração transborda

De Maíra Oliveira. Direção de Maíra Oliveira e João Antonio de Lima Esteves. Direção musical de Roberto Corrêa. No Espaço Pé Direito (Rua 1, Lote 23 — Vila Telebrasília). Sábado, às 21h. Domingo, às 20h. Entrada franca. Não recomendado para menores de 12 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES