Brasília-DF,
20/OUT/2018

Fukushima mon amour reflete sobre a capacidade humana de superação

O coreógrafo japonês Tadashi Endo se apresenta na capital neste fim de semana

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Nahima Maciel Publicação:06/03/2015 07:30

Da tragédia na usina de Fukushima veio a inspiração para a coreografia
 (Maciej Rusinek/Divulgação)
Da tragédia na usina de Fukushima veio a inspiração para a coreografia

Foi a tragédia do vazamento do reator nuclear da usina de Fukushima em 2011 que fez o coreógrafo japonês Tadashi Endo refletir sobre a capacidade humana de superação. Depois de observar os cães abandonados se organizarem em busca de alimento na região logo após o tsunami que destruiu a usina, Endo começou a imaginar uma coreografia que pudesse lidar com a dor da perda e dos destroços.

Saiba mais...
Fukushima mon amour, que o coreógrafo apresenta de hoje a domingo na Caixa Cultural, é uma reflexão do artista sobre a condição humana. Com música do brasileiro Daniel Maia, com quem já havia trabalhado em MabeMa  (coreografia que homenageia Manabu Mabe) o novo trabalho começou a tomar forma em 2012 em Göttigen (Alemanha), onde Endo reside há quatro décadas.

O japonês, que foi colaborador do mestre do butô Kazuo Ohno, é um dos mais importantes coreógrafos contemporâneos quando se trata de dança moderna associada às vertentes tradicionais do Japão.
Tags: celular

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES