Brasília-DF,
19/FEV/2018

I will survive traz dilemas de mulher de meia-idade às vésperas do aniversário

A peça é pautada pela linguagem clown e o texto evoca temas complexos como a solidão, o abandono e o enfrentamento à ditadura da beleza

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Publicação:20/03/2015 07:30

Antonia Vilarinho mistura referências do universo clown, da capoeira e da dança em monólogo (Renata Pires/Divulgação.)
Antonia Vilarinho mistura referências do universo clown, da capoeira e da dança em monólogo

No monólogo I will survive, a palhaça, capoerista, cantora e atriz Antonia Vilarinho encarna os dilemas de uma mulher de meia-idade às vésperas do aniversário.

A crônica moderna é pautada pela linguagem clown e o texto evoca temas complexos como a solidão, o abandono e o enfrentamento à ditadura da beleza. Tudo isso sem perder a leveza, e, é claro, o humor.

O enredo é assinado pela atriz francesa Jeannick Dupont, que conheceu Vilarinho em Paris. O ponto de partida é o abandono sofrido pela personagem em plena festa de aniversário.

“Dentro do universo feminino, muitas palhaças acabam buscando a dramaturgia inspiradas em seu próprio cotidiano e história, às vezes de luta e de sofrimento. No entanto, quando a mostramos ao público, rimos dessa realidade, mesmo que expondo a fragilidade da palhaça, que está errando para acertar”, comenta Antonia.

I will survive

De Karla Conká. No Espaço Cultural Semente (Setor Central, Entrequadras 52/54, Gama; telefone: 3556-0448 e 8415-2782). Sábado, às 20h; e domingo, às 19h. Ingressos a RS 10 (inteira) e a R$ 5 (meia). Não recomendado para menores de 16 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES