Brasília-DF,
13/DEZ/2018

Exposição Sonhos e Arquétipos se aproxima do universo do realismo fantástico

Radicado na Dinamarca, onde se exilou da ditadura, há quatro décadas, Vasconcellos encontra material em uma simbologia universal

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Nahima Maciel Publicação:26/06/2015 07:34
José Madureira Vasconcellos mistura pigmentos e resina vegetal sobre gesso
José Madureira Vasconcellos mistura pigmentos e resina vegetal sobre gesso


O realismo fantástico serve como espécie de guia para o artista José Madureira Vasconcellos, que inaugura hoje, na Casa Thomas Jefferson, a exposição Sonhos e arquétipos. Radicado na Dinamarca, onde se exilou da ditadura, há quatro décadas, Vasconcellos encontra material em uma simbologia universal que muitos críticos aproximam do realismo fantástico, tão caro à América Latina.

“Minha obra tem por linguagem estética a busca de arquétipos e símbolos que todos nós trazemos no mais profundo de nós mesmos e que geralmente se manifestam através dos sonhos de cada um. Cada quadro é uma espécie de catarse e é sempre bom observar os detalhes que completam as obras, pois é aí que os símbolos e os arquétipos mais se evidenciam”, avisa o artista, que usa técnica na qual mistura pigmentos e resina vegetal sobre uma tela preparada com gesso. (N.M.)

Sonhos e arquétipos
Obra de José Madureira Vasconcellos. Abertura hoje, às 21h, na Casa Thomas Jefferson (SEP/SUL 706/906). Visitação até 24 de julho, de segunda a sexta, das 9h às 21h, e sábado, das 9h às 12h.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES