Brasília-DF,
15/OUT/2018

Litieh apresenta primeiro disco autoral no Clube do Choro de Brasília

No show de amanhã, Litieh presta homenagem a Dominguinhos

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Gabriel de Sá Publicação:17/07/2015 06:04
Litieh comemora show no Clube do Choro : da plateia para o palco (Du Lopes/Divulgação)
Litieh comemora show no Clube do Choro : da plateia para o palco


Descendente de uma família musical goiana, a cantora e compositora Litieh instalou-se na capital federal há cinco anos. Chamou a atenção de colegas e do público pela intensa personalidade artística. Aos 27 anos, está lançando o primeiro disco, o autoral Catiré, em que, além de mostrar a forte veia criativa, apresenta outros sons que fazem a cabeça dela — Gilberto Gil, Dominguinhos e Gonzaguinha, entre eles. O show de lançamento do trabalho será amanhã, no Clube do Choro de Brasília, às 21h.

“O palco dá um friozinho na barriga, não importa muito onde seja, porque a gente quer mostrar para as pessoas o melhor da nossa música”, diz a artista, que terá a companhia dos músicos Cairo Vitor (violão), Misael Silvestre (teclado), Lucas Rodrigues (baixo), Renato Galvão (bateria) e Léo Barbosa (percussão). Eles também tocam no disco, que teve direção musical de Felipe Viegas. No show de amanhã, Litieh presta homenagem a Dominguinhos com Lamento sertanejo, além de apresentar músicas próprias, como Sebastiana.

Duas perguntas Litieh
Conte um pouco sobre suas influências.
Na minha casa, a gente ouvia muito Tom Jobim. E, entre várias bossas novas clássicas, Chega de saudade foi a música do meu lar durante muitos anos. Minha casa era muito musical, meu pai tocava violão, minha mãe cantava. Lembro-me de eles tocando Desde que o samba é samba, do Caetano Veloso. Nos últimos anos, tenho voltado a algumas influências essenciais, como Elis Regina, Djavan (que eu nunca larguei), João Bosco, Rosa Passos e Milton Nascimento. Aprofundei-me muito no Clube da Esquina, além de toda a música instrumental. O forró também é uma influência forte e a música brasiliense contemporânea.

E como é, para você, se apresentar no Clube do Choro?

É uma superemoção, visto que várias pessoas maravilhosas já pisaram ali, tocando a música instrumental que tanto amo e tanto conheci. Ali certamente foi uma sala de aula para mim, como espectadora. É uma honra estar ali mostrando a minha música, uma alegria.

Catiré
Lançamento do disco de estreia da cantora Litieh. Amanhã, às 21h, no Clube do Choro de Brasília (Eixo Monumental). Ingressos a R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada). Não recomendado para menores de 14 anos. Informações: 3224-0599.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES