Brasília-DF,
14/DEZ/2018

Peça Achadouros traz a singeleza de Manoel de Barros para crianças de até 3 anos

No início da convivência, apenas observavam o comportamento dos pequenos, depois começaram a interagir e, por fim, criaram dinâmicas para avaliar a reação deles

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:07/08/2015 07:04Atualização:07/08/2015 10:17
 (	Débora Amorim/Divulgação)


Inspirado na sutileza dos versos de Manoel de Barros e na essência do universo dos bebês, o espetáculo Achadouros aguça a ligação do imaginário infantil com o adulto. O foco é nas crianças de até 3 anos.

O diretor José Regino explica que o espetáculo proporciona uma imersão na leveza do mundo infantil, o que retrata o significado poético do nome: “Achadouro é um espaço onde podemos vasculhar memórias, achar quem somos e já fomos um dia”.Para criar a peça, Regino e as atrizes Caísa Tibúrcio e Nara Faria conviveram durante um mês com crianças e buscaram referências ao espetáculo.

No início da convivência, apenas observavam o comportamento dos pequenos, depois começaram a interagir e, por fim, criaram dinâmicas para avaliar a reação deles. “Os bebês foram coautores, foi a reação deles que guiou os caminhos do espetáculo”, ressalta Regino.

Diferentemente do que se imagina para uma peça infantil, o cenário e os figurinos têm cores neutras, sem a exuberância do colorido. Em vez de bonecas e carrinhos, sacolas plásticas dão vida à cena. As palhaças brincam de fazer diferentes formas e sons com os plásticos, que chamam a atenção dos pequenos de um jeito novo e suave.

Achadouros
Vila Telebrasília (rua 1, Lt. 23). Amanhã e domingo, às 16h30. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES