Brasília-DF,
11/DEZ/2018

Coluna Sons da noite passeia entre Janis Joplin e Nelson Gonçalves

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Irlam Rocha Lima Publicação:06/11/2015 06:05Atualização:05/11/2015 15:39

 (Andreia Marlière/ Divulgação)
Um dos maiores nomes da história do rock e do blues, Janis Joplin vai ser revivida em Janis, espetáculo protagonizado pela cantora e atriz Carol Fazu. Com estreia marcada para o dia 18, no Teatro Eva Hertz da Livraria Cultura (Shopping Iguatemi), o musical ficará em cartaz por duas semanas.


Janis tem texto inédito do dramaturgo Diogo Liberano, inspirado na vida e na obra da cantora norte-americana. Sozinha em cena, Carol — brasiliense, radicada no Rio de Janeiro —, dirigida por Sérgio Módena, evoca a cantora norte-americana, retrato da geração da contracultura dos anos 1960, reverenciada até os dias de hoje.


No monólogo, acompanhada por uma banda de cinco músicos, Carol homenageia a “ídola” interpretando histórias permeadas por canções como Cry baby, Little girl blue, Piece of my heart, Move over e, claro, Mercedes Benz. Quem assina a direção musical é Dillo D’Araújo. Não recomendado para menores de 14 anos.

Viva Nelson!

Há muito tempo longe dos palcos da cidade, Carlinhos Vergueiro se apresentará no dia 30 deste mês no Clube do Choro. Na companhia do cavaquinista Julião Boêmio e do Grupo de Choro de Curitiba, o cantor e compositor paulistano fará o show Fica comigo esta noite, em homenagem ao eterno Nelson Gonçalves. Não recomendado para menores de 14 anos.

Eu recomendo


Jongos, maxixes, lundus, afoxés, batuques e sambas estão presentes no trabalho do Serenô, grupo paranaense que se apresenta em Brasília pela primeira vez no próximo dia 10, em show no Teatro da Caixa. O quinteto de Curitiba, formado por Roseane Santos (vocal e percussão), Du Gomide (violão de 7 cordas), Manchinha (gaita-ponto e voz), Gustavo Proença (trompete) e Denis Mariano (percussão), é destaque na programação do projeto Samba de Bamba. Não recomendado para menores de 12 anos.

Gerações roqueiras


Bandas brasilienses de diferentes gerações participam da edição 2015 do Porão do Rock, em 5 de dezembro, em arena a ser instalada próximo ao Estádio Nacional Mané Garrincha. Marcarão presença Paralamas do Sucesso, Capital Inicial (anos 1980); Raimundos DFC e Dark Avenger (anos 1990); Galinha Preta e Etno (anos 2000); Scalene e Dona Cislene (década atual). Não recomendado para menores de 16 anos.

 

 (Roberto Setton/Divulgação)

 

Para reverenciar


Autora do texto ouvido na cerimônia da 26ª edição do Prêmio da Música Brasileira, que teve Maria Bethânia como a grande homenageada, a brasiliense Zélia Duncan vai dividir o palco com a Abelha Rainha, João Bosco, Lenine e Arlindo Cruz, no espetáculo de 4 de dezembro, no Centro Internacional de Convenções do Brasil (ao lado da Ponte JK). No show, que terá Camila Pitanga como apresentadora, Zélia reverenciará Bethânia, cantando Vida e Rosa dos ventos (Chico Buarque). Não recomendado para menores de 14 anos.

Violão flamenco


Picassares é o nome do CD que o músico espanhol Daniel Casares gravou em homenagem ao imortal Pablo Picasso. O violonista flamenco lança o álbum em concerto no Instituto Cervantes de Brasília (eq 707/907 Sul), hoje, às 20. Classificação indicativa livre.

Músicos paulistas


Um show pelo projeto Sextas musicais, vai reunir hoje, às 20h, no palco do auditório da Casa Thomas Jefferson (706/906 Sul) três artistas paulistas: o pianista Luis Felipe e a cantora Ana Luiza — conhecida do brasiliense pela participação no Curso Internacional de Verão, da Escola de Música — e a cantora e compositora Simone Guimarães, radicada na cidade há três anos. A entrada é franca. Classificação indicativa livre.

Jovem talento


 (Valéria Carvalho/Divulgação)
Ian Coury, talento da nova geração do choro na capital, com passagem pela Berklee, em junho último, faz show hoje, às 21h, no Teatro Brasília (Hotel Tulip Brasília Alvorada). Acompanhado por Fernando César (violão 7 cords), Juninho Alvarenga (cavaquinho), Igor Diniz (baixo) e Tiago Viegas (percussão), o jovem bandolinista vai passear por repertório que inclui composições de Jacob do Bandolim, Garoto, Hamilton de Holanda, Chico Buarque e Astor Piazzolla. Classificação indicativa livre.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES