Brasília-DF,
25/FEV/2018

Pedro Martins se apresenta no Teatro Dulcina

Guitarrista apresenta canções dos três discos lançados

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Samir Mendes - Diversão & Arte Publicação:01/04/2016 06:04Atualização:31/03/2016 15:59
 (Karina Santiago/Divulgação)

Após uma breve temporada em Londres, o guitarrista brasiliense Pedro Martins está de volta à cidade natal para uma apresentação no Teatro Dulcina, hoje, a partir das 21h. No show, o músico deverá apresentar composições do primeiro álbum, Sonhando alto, além de músicas dos três discos que deverá soltar ainda em 2016. “Show solo é um formato muito desafiador que eu simplesmente amo trabalhar. É uma limitação que traz uma liberdade que me leva a lugares que eu nunca fui. Sou um cara que não gosta de tocar a mesma coisa duas vezes e estou sempre mudando tudo o tempo todo. Sozinho, eu levo esse conceito a um nível bastante irresponsável (risos)”, brinca.
 
É isso mesmo: três discos em um ano. O primeiro, Limbo, foi produzido em Brasília e financiado pelo Fundo de Apoio a Cultura (FAC), com lançamento previsto durante as comemorações do aniversário da cidade. O segundo, foi gravado na Suíça como parte do prêmio de 1º lugar da competição de guitarras que venceu no Montreux Festival do ano passado. O trabalho deve ser lançado também em Montreux, em julho. Já o torceiro é o disco Simbiose, lançado em parceria com Daniel Santiago.
 
Apesar dos apenas 22 anos, Pedro Martins já tem currículo de gente grande e gosta de se manter ocupado. Autodidata até os sete anos, Pedro estudou na Escola de Música de Brasília. Aos 13, já se apresentava com gente do calibre de Hamilton de Holanda, Gabriel Grossi e Léo Gandelman. O primeiro disco, Sonhando alto, foi gravado com 16. Desde então, seu talento tem sido inevitável de se perceber, com participação premiada no Montreux Jazz Festival do ano passado e o convite para ir até Londres gravar com o músico Kurt Rosenwinkel, um dos jurados do famoso festival suíço. “Não sei por que meu som é tão atraente para o público estrangeiro e procuro não me importar, caso contrário deixará de ser algo natural e não premeditado, como tem sido. Eu me arrisco a dizer que tem algo a ver com entrega, criação, síntese, verdade, amor e respeito”.

Duas perguntas
 Pedro Martins

O quão especial ainda é voltar para Brasília e se apresentar?
Tocar em Brasília pra mim é sempre muito mágico. Eu lembro dos meus primeiros sonhos de viver a noite artística da cidade, indo a apresentações na sala Villa-Lobos, Clube do Choro, Feitiço Mineiro. Apesar de sentir muita falta de mais movimentação noturna aqui, Brasília ainda é o meu lugar favorito no mundo todo e eu me sinto muito profundamente privilegiado de tocar para os meus conterrâneos.
 
Você terá um 2016 bastante agitado. É possível fazer mais planos com tantos compromissos já agendados?
Sim, tem muita coisa a ser lançada esse ano. Eu estou o tempo todo fazendo planos. Ja tenho ideias para os 10 próximos trabalhos se bobear (risos). Sinto que tem muito coisa a ser feita e talvez o meu maior desafio seja conciliar e organizar todas essas ideias de modo que possa realmente colocá-las em prática. O plano A agora é conciliar todos os planos.

SERVIÇO
Pedro Martins
Show do guitarrista, hoje, a partir das 21h. Teatro Dulcina (SDS Bl C, s/n an T). Entrada: R$ 20. Não recomendado para menores de 18 anos. Mais informações: 81217041

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES