Brasília-DF,
19/NOV/2018

Beto Jamaica e Compadre Washington volta a cidade e revivem sucesso

Revivendo os sucessos dos anos 1990 o grupo É o Tchan contabiliza mais de 20 anos de história

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:22/04/2016 06:00
 (Objetiva Comunicação/Divulgação)

Beto Jamaica e Compadre Washington estão de volta à capital federal. Revivendo sucessos dos anos 1990, o grupo É o Tchan se apresenta amanhã, no espaço Bamboa Brasília. Contabilizando mais de 20 anos de história, o grupo se tornou um fenômeno musical em todo o Brasil.
Foram mais de 10 milhões de discos vendidos, entre 15 CDs e três DVDs. Foram também recordistas em capas de revistas e vendas de produtos licenciados, como brinquedos, vestuário, calçados, guloseimas e álbuns de figurinhas. Em um misto de malícia, diversão e coreografias, o grupo conquistou o país, em uma febre que atingiu fãs de todas as idades. Todo esse sucesso rendeu também muitas apresentações fora do Brasil.
Nomes como Beto Jamaica, Compadre Washington, Jacaré, Carla Perez, Scheila Carvalho, Sheila Mello e Débora Brasil tornaram-se inesquecíveis para o público. Em nova fase, os líderes da formação original retornam aos palcos sem dançarinos mas com muito suingue baiano. No repertório, a banda promete resgatar grandes hits consagrados, mesclando os novos sucessos, como a música de trabalho Bota a cara no sol.
Eles se apresentam amanhã em Brasília na Festa do Branco, que também contará com a participação dos sertanejos Zé Marco & Miguel.

Duas perguntas
Beto Jamaica


Atualmente a nostalgia está em alta, com a volta de vários grupos, programas e sucessos do passado. Por que isso vem acontecendo?
O sentimento de nostalgia é muito bom. Por isso, é bom reviver momentos e épocas que foram felizes em nossa vida e as pessoas perceberam que isso é divertido. Mas com o É o Tchan, não são apenas os fãs antigos que curtem a nossa música; são pessoas de todas as idades.

Com a sociedade mais conservadora de hoje, vocês estão tendo algum problema com as letras das músicas?
Com as músicas não temos muitos problemas, mas, já tive alguns problemas com os meus bordões. As pessoas não compreendem bem e acabam levando para o lado pejorativo e acha que estamos denegrindo a imagem da mulher, o que não é verdade.

Serviço
Festa do Branco

Bamboa Brasília (Setor Hípico, Área Especial, Conj. 22, Parte E ). Amanhã, às 22h. Ingressos a R$ 40 (feminino/1º lote — Frente de palco) e R$ 50 (masculino/1º lote — Frente de palco), R$ 70 (unissex/1º lote — Camarote). Valores referentes a meia entrada. Não recomendado para menores de 16 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES