Brasília-DF,
15/DEZ/2018

'A história do balão vermelho' mostra às crianças que ter medo é um sentimento natural

Dirigida e interpretada por José Regino, a peça é apresentada desde 1991 e volta aos palcos durante o fim de semana

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:20/05/2016 06:30
Espetáculo já foi assistido por várias gerações de crianças da cidade (Daniel Pedrecal/Divulgação)
Espetáculo já foi assistido por várias gerações de crianças da cidade
 
Já que os encantos da infância ultrapassam gerações, as histórias fantásticas não ficam velhas. Com o tempo, passam a ser mais valiosas e conquistam os mais diversificados públicos. Desde 1991 nos palcos da capital, a peça A história do balão vermelho entra em cartaz mais uma vez. Dirigido e interpretado por José Regino, o texto é de Elizete Gomes e, ao longo dos últimos 25 anos, povoou o imaginário de crianças da cidade. “Por incrível que pareça, o enredo não mudou nada, foi só a maneira de contar que se adaptou”, conta o diretor.
 
Segundo José Regino, mesmo com o passar do tempo, a narrativa ainda é cheia de surpresas e a melhor parte fica para o fim. “A gente construiu e desconstruiu o espetáculo várias vezes. Assim, amadurecemos com a história e adquirimos outra postura no palco”, comenta Zé Regino.
 
De forma interativa, a peça fala sobre superação e mostra que não é preciso sentir vergonha de ter medo. “Mostramos que todos têm medo, mas que temos de vencê-los para alcançar os maiores sonhos”, completa o diretor.

Serviço
A história do Balão vermelho
Teatro de Dulcina Moraes (Conic). Amanhã e domingo, às 16h. A peça conta a história de um balão vermelho que é inquieto e inseguro de voar. Entrada: R$ 30 e R$ 15 (meia). Mais informações: 8334-7617. Classificação indicativa livre.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES