Brasília-DF,
20/JUL/2018

Rock psicodélico, samba e trilha sonora de games agitam a capital

Opções musicais como a nova versão dos Mutantes, a incendiária Velhas Virgens e a orquestra eletrônica da VGMus

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Irlam Rocha Lima Publicação:10/06/2016 08:00Atualização:10/06/2016 10:00

Eterno mutante 

 

 


O guitarrista e vocalista Sérgio Dias (foto) mantém acesa a chama de Os Mutantes, banda brasileira de rock psicodélico surgida na segunda metade da década de 1960. Com a nova formação, que conta com Vinicius Junqueira (baixo), Cláudio Tchernev (bateria), Henrique Peters (teclados e vocais) e Esméria Bulgari (voz) tem feito shows pelo país e exterior. Em julho, o grupo cumpre rápida temporada no Teatro da Caixa (Setor Bancário Sul), com apresentações de 7 a 9, às 20h, e no dia 10, às 19h. Nessas apresentações os fãs vão poder curtir os clássicos A minha menina, Ando meio desligado, Balada do louco, Caminhante noturno, Não vá se perder por aí e Panis et circenses.

 

Não recomendado para menores de 14 anos.

 

Beatles songs

 

A Let it Beatles faz show especial no próximo domingo, às 20h30, no Feitiço Mineiro (306 Norte), para celebrar o Dia dos Namorados. A banda selecionou para interpretar canções românticas marcantes na obra dos Beatles, entre as quais Can’t by me love , If I fell , She loves you, Something e Yesterday.

 

Não recomendado para menores de 16 anos.

 

Eu recomendo

 

Uma outra estação — 20 anos sem Renato Russo é o nome de uma série de pocket shows, entremeados por poemas, que Georgia W. Alô estreia amanhã, às 20h, na Livraria Sebinho (206 Norte), com a participação do poeta Vinicius Borba. Canções lado B do líder da Legião Urbana, como La maison dieu, Love afternoon, Mariane, Mil pedaços e Vamos fazer um filme, estão no repertório.

 

Classificação indicativa livre.

 

Feira gaúcha

 

Em julho, o pavilhão de exposições do Parque da Cidade volta receber a Expotchê, a feira dedicada à cultura gaúcha, que neste ano chega à 24ª edição. A programação de shows do palco principal vai ser aberta no dia 1º pela banda Chimarruts. Na sequência, se apresentarão: Tchê Guri (dia 2), Hélio Ribas e Beto Gonzales (dia 3), Paulo Toscano e Rafael (dia 4), Hélio Ribas (dia 5), Papas da Língua (dia 6), Nenhum de Nós (dia 7), Maskavo (dia 8), Teixeirinha Filho e Neto (dia 9) e Cancioneiros do Planalto (dia 10).

 

Classificação indicativa livre.

 

Versão junina

 

Odara, canção de Caetano Veloso, deu nome a uma das festas mais badaladas do eixo Rio-São Paulo. No dia 17 próximo, o brasiliense vai poder curtir a versão junina dessa balada, que ocupa o Flutuante Laguna, ancorado ao lado da Ponte JK. No comando das picapes, os DJs Johnny Harp e Rodrigo Faria agitam a galera com muito xote, forró, baião, xaxado, mas sem deixar de lado clássicos da obra de Caetano, Gil, Gal, Rita Lee e outros grandes nomes da MPB.

 

Não recomendado para menores de 18 anos.

 

Recital eletrônico

 

 

 

VGMus é o nome da orquestra formada por instrumentistas independentes — a maioria originários da UnB — que ocupa o palco do Espaço Cultural do Choro amanhã, às 21h. O grupo, sob a regência do maestro Felipe Ayala, chama a atenção por executar arranjos de conhecidas composições do mundo dos jogos eletrônicos, aplaudidas nas apresentações em eventos do gênero.

 

Não recomendado para menores de 14 anos.

 

Baile tradicional

 

O cantor brasiliense Diego Valadares, que faz sucesso atualmente com a música Me perdoa (gravada com a participação da dupla Pedro Paulo & Matheus), é a atração de hoje, às 22h, na Seresta do Previ. O tradicional baile, promovido no Clube Previdenciários (712/912 Sul), está comemorando 41 anos.

 

Virgem roqueira

 

 

 

A iconoclasta banda paulista Velhas Virgens (foto) é atração do Skina Rock Fest, amanhã, a partir das 18h, no Skina Hall (Núcleo Bandeirante). Antes, sobem ao palco as brasilienses John no Arms, MoonStone, Cabeça de Praia, Harden (Alice Cooper Tribute) e Os Merah.

 

Não recomendado para menores de 18 anos.

 

Olha o pagode!

 

Hoje “ninguém é de ninguém (e) a onda é se liberar” na Festa dos Solteiros com a Turma do Pagode. Eles chegam a Brasília com a turnê de lançamento do DVD XV anos, que comemora o aniversário de carreira do grupo.

 

A seleção reúne os maiores sucessos, como Lancinho e Camisa 10, e 15 músicas inéditas, entre elas Deixa em off e a atual música de trabalho dos pagodeiros, Puxa, agarra e beija, que conta com participação da banda Aviões do forró. Gravado em São Paulo, o DVD também conta com participações especiais de outros cantores, como Arlindo Cruz, Thiaguinho e Netinho de Paula. O grupo está com boas expectativas para o show em Brasília. “Apesar de ser conhecida como a cidade do rock, a galera gosta muito de pagode e recebe a gente muito bem”, diz Thiagão.

 

SERVIÇO

 

Festa dos solteiros

 

Shows da Turma do pagode e do grupo Di propósito e apresentação dos DJs Tubarão e Kaká.

Estacionamento interno da Asbac (SCES, Tc. 2, Cj. 31; (61) 99245-2820).

Hoje, às 22h. Entrada: R$ 40 (mulher, meia) e R$ 50 (homem, meia) na pista; R$ 60 (mulher, meia) e R$ 80 (homem, meia) no camarote. Não recomendado para menores de 16 anos. LEGENDA: Turma do pagode comemora 15 anos de carreira com lançamento de DVD

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES