Brasília-DF,
21/JUN/2018

Espetáculo 'Fausto' discute a constante insatisfação humana no palco da Caixa Cultural

A montagem é uma obra comemorativa aos 15 anos da Cia. São Jorge

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Alexandre de Paula- Especial para o Correio Publicação:01/07/2016 06:00Atualização:30/06/2016 18:47

Escrito em 1808, o texto Fausto, de Goethe, é base para peça  (Cacá Bernardes/Divulgação)
Escrito em 1808, o texto Fausto, de Goethe, é base para peça
 

A incessante busca pela juventude e os pactos em nome da eternidade são temas para a arte há seculos. De hoje a domingo, no teatro da Caixa Cultural, a Cia. São Jorge de Variedades mostra que o assunto permanece atual com uma adaptação de Fausto, texto escrito por Goethe, em 1808. “É uma obra que traduz com muita força até hoje esse mito do homem que pactua com a insatisfação, absolutamente obcecado pela vida, pela não morte e pelo prazer”, acredita a diretora Georgette Fadel.

Uma tradução feita diretamente do original pelo ator Alexandre Gruk serviu como base para adaptação. “Além dessa, usamos algumas traduções anteriores. Houve também muita contribuição dos atores. É uma adaptação dinâmica, estamos o tempo todo brincando com Goethe”, comenta.

Apesar da liberdade da adaptação do clássico, a montagem tenta uma abordagem fiel ao texto do autor. “Considero uma adaptação com fidelidade bem grande, sem grandes atualizações ou enxertos. Permanecemos fiéis à obra, à poética do Goethe”, explica a diretora. “Nesse sentido, o público vai poder ver essa obra de um grande escritor e pensador tão atual já que fala sobre um homem (que como o contemporâneo) nunca estará satisfeito e vai querer se alimentar de mais e mais”, completa.

Indicada ao prêmio Shell, a música é um dos destaques da encenação. O grupo junta no palco instrumentos distintos, como o violoncelo e a guitarra, complementados pelas vozes dos atores. “Nosso espetáculo é bastante musical e usa muito a ideia do coro, gostamos de mostrar o trabalho coletivo. Por isso, o coro vem como uma lembrança de que é possível, sim, ter uma voz coletiva”, explica a diretora.

A montagem de Fausto é também uma obra comemorativa aos 15 anos da Cia. São Jorge. Projeto coletivo, a companhia foi criada em 1998, com integrantes da Escola de Arte Dramática e da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (USP). Durante a trajetória, o grupo venceu e recebeu indicações a prêmios importantes do teatro, como o Shell.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES