Brasília-DF,
15/AGO/2018

Estrelas do sertanejo, do forró e do samba se apresentam no Festeja Brasília

Evento será amanhã, às 16h, no Estacionamento do Ginásio Nilson Nelson

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Publicação:08/07/2016 07:00Atualização:08/07/2016 09:46

Henrique & Juliano apresentarão na capital turnê do novo disco, Novas histórias (Mais ideias/Divulgação)
Henrique & Juliano apresentarão na capital turnê do novo disco, Novas histórias

 

Pela segunda vez, a capital federal recebe o festival Festeja Brasília, em que reúne durante um dia inteiro atrações do sertanejo, do forró e do samba. Uma das atrações mais esperadas é a dupla Henrique & Juliano, que tem uma relação bastante estreita com Brasília, cidade onde gravou o segundo DVD da carreira. “Muitas coisas nas nossas vidas profissionais aconteceram por causa desse DVD, ou seja, somos eternamente gratos ao público brasiliense”, afirma Henrique.

O músico adianta que a dupla tentará emendar uma música na outra para que nenhum sucesso fique de fora do repertório. “Deste novo trabalho, Novas histórias, faremos Como é que a gente fica, Flor e o beija-flor, Na hora da raiva e Colecionando bobo. Tem também músicas dos trabalhos passados”, completa.

Do sertanejo, o festival ainda terá a dupla brasiliense Wilian & Marlon, responsável pela abertura, além da cantora Marília Mendonça e da dupla Zé Neto & Cristiano. Marília, que está com várias músicas estouradas, diz que cantará o repertório do primeiro disco da carreira, que inclui os hits Infiel, Como faz com ela e 4e15. “Eu sempre canto algumas composições minhas regravadas por outros artistas, mas isso fica de surpresa”, revela Marília.

Já o cantor Cristiano, da dupla Zé Neto & Cristiano, afirma estar feliz por retornar à capital, que foi a primeira cidade a lotar um show dos cantores: “Tocar em Brasília é muito bom. Somos apaixonados pela cidade”.

Além dos artistas da música sertaneja, o Festeja Brasília contará com show do grupo Aviões do Forró, formado por Xand Aviões e Solange, e, ainda, o projeto Gigantes do Samba, comandado por Luiz Carlos (Raça Negra), Alexandre Pires e Belo.

 (Flaney Gonzallez/Divulgação)
Duas perguntas // Marília Mendonça

Como vê a boa repercussão do seu primeiro álbum?

Vejo como identificação mesmo. Não canto música feminista, canto música real. São histórias que acontecem com homens e mulheres, tanto que nos meus shows o público é bem misto. Graças a Deus tenho sido bem recebida e a cada show me surpreendo. Sempre é bom ver como as pessoas me abraçaram, como elas gostam do meu trabalho.

As mulheres estão mostrando cada vez mais força no sertanejo. A que atribui isso?

Estamos mesmo. Acho que tem a ver com as letras das músicas, a forma direta de cantar, falar de igual pra igual, assumir que também sofre, buscar o lugar merecido e criar identidade. Tudo isso, é claro, e a união, o fato de a gente trabalhar como compositora também, tudo fez com que a gente fosse ficando cada vez mais conhecida.

 

Três perguntas  // Cristiano, da dupla Zé Neto & Cristiano

Você e Zé Neto estarão de volta a Brasília para show no Festeja. Como é a relação de vocês com a cidade?
Tocar em Brasília é muito bom. Somos apaixonados pela cidade. Foi o primeiro show nosso que lotou, que foi uma explosão de vendas. Então, marcou demais na nossa carreira.

É diferente um show em um festival?
É bem diferente, tem vários fatores. Quem mais ganha com o festival é o público. Há uma entrega maior de cada artista que quer fazer o melhor show da noite. Esse é o diferencial do festival. Também é legal para o artista por ter a oportunidade de tocar com outros artistas.

Vocês têm feito bastante shows. Como tem sido conciliar a agenda?

A gente tenta da melhor foram, embora não seja fácil. Tem a distância da família, dos amigos. Mas é como a gente sempre diz: a gente faz o que ama. Se colocar na balança, sempre dá positivo. Também damos um jeito de levar a família aos shows. É uma maneira de matar a saudade.

Três perguntas // Henrique, da dupla Henrique & Juliano

Vocês estarão em Brasília no fim de semana para o Festeja. O que podem adiantar em relação ao repertório?
Olha, tem sido um repertório rápido, a gente tem que emendar uma música na outra pra podermos ter tempo pra cantar tudo o que as pessoas gostam, deste novo trabalho, o Novas histórias, faremos Como é que a gente fica (atual trabalho nas rádios), Flor e o beija-flor, Na hora da raiva, Colecionando bobo, entre outras. Tem os trabalhos dos DVDs passados, como Recaídas, Mudando de assunto, Até você voltar, Gordinho saliente... É um show feito com nossos sucessos.

Com é a relação de vocês com o público de Brasília?

Amamos demais o lugar e o público, tanto que escolhemos para gravar nosso segundo DVD, foi um sucesso! Muitas coisas nas nossas vidas profissionais aconteceram por conta deste DVD, ou seja, somos eternamente gratos.

Neste ano vocês lançaram o álbum Novas histórias, o terceiro da carreira. O que levaram em consideração na hora de pensar nesse disco?

Por incrível que pareça, a ideia era passar nossas novas histórias, e continuar construindo estas novas histórias. Tanto que escolhemos Recife, um lugar onde o sertanejo não é tão em alta como em Goiânia, por exemplo, lá o ritmo predominante é o forró, mas como nosso ano foi tão incrível pelo nordeste, resolvemos registrar nossas novas histórias lá. 

 

SERVIÇO


Festeja Brasília

Estacionamento do Ginásio Nilson Nelson (Eixo Monumental). Amanhã, às 16h. Com show de Gigantes do Samba, Marília Mendonça, Zé Neto & Cristiano, Henrique & Juliano e Aviões do Forró. Entrada a R$ 70 (vip), R$ 160 (premium – open bar) e R$ 320 (backstage – open bar). Valores de meia-entrada e sujeitos a alteração. Não recomendado para menores de 16 anos
(vip) e 18 anos (premium e backstage).

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES