Brasília-DF,
19/SET/2018

Festival de teatro traz mostra diversificada para os palcos da capital

O Palco giratório conta com a participação de grupos de Brasília, Rio de janeiro, São Paulo e Maranhão

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Isabella de Andrade - Especial para o Correio - Publicação:15/07/2016 06:00Atualização:14/07/2016 18:46

'Www para freedom' traz a luta pela liberdade ao universo dos palhaços (Vanessa Soares/Divulgação)
'Www para freedom' traz a luta pela liberdade ao universo dos palhaços
 

O festival palco Giratório continua a movimentar a cena teatral brasiliense neste fim de semana. As apresentações contam com grupos de Brasília, do Rio de Janeiro, de São Paulo e do Maranhão, passando pelo teatro de rua, de formas animadas e adulto.

O Barracão de Teatro (SP) trará para Brasília Www para freedom, espetáculo de palhaço que tem como tema a guerra pela liberdade. “Nestes tempos em que o conservadorismo renasce com medo de liberdades e empoderamentos conquistados, nada melhor do que rir para refletir sobre o que somos”, afirma Esio Magalhães. Enquanto isso, o grupo Xama, que participa pela primeira vez do festival, chega com o espetáculo A carroça é nossa, que levará ao público simplicidade, brincadeira e contato com as músicas e histórias a partir do contato com a cultura Maranhense.

Para Esio Magalhães, o projeto é importante para a formação de público e para a troca de experiências estéticas em artes cênicas pelo Brasil inteiro. “O interessante é que os grupos que circulam pelo festival têm trabalhos de excelência que muitas vezes não são de um circuito teatral comercial. São produções de grupos que investem em pesquisas e aprimoramentos técnicos e estéticos contemporâneos”, afirma o artista.

Norte a sul

A atriz Renata Figueiredo, integrante do grupo Xama, acredita que o festival é uma boa oportunidade para mostrar o trabalho criativo de Norte a Sul do país. “Além disso, podemos conhecer as produções nacionais e das cidades por onde passamos. Através das oficinas e dos intercâmbios, aprofundamos esses diálogos, o que nos leva a encontrar novas formas de produção, gestão, linguagens. É uma experiência muito enriquecedora”, afirma.

A artista conta ainda que a itinerância é o caminho escolhido pelo grupo, que muitas vezes se apresenta em locais onde o público nunca havia assistido a um espetáculo teatral.

O fim de semana será enriquecido ainda pela Cia. Lestrois cles Brazil, do Rio de Janeiro, e pelo premiado grupo brasiliense Teatro de Açúcar, com o espetáculo Adaptação. O monólogo brasiliense, com direção e interpretação de Gabriel F. Calonge, discute as necessidades de transformação que o ser humano passa, seus medos e recriações.

Serviço

Palco Giratório
Festival com entrada franca para todos os espetáculos.

Hoje: A gigantea, com a Cia. Lestrois Cles_Brazil (RJ), no Teatro Sesc Garagem, às 20h. Não recomendado para menores de 12 anos. Www para freedom, com Barracão de Teatro (SP), no Teatro Sesc Paulo Gracindo, às 20h. Não recomendado para menores de 12 anos.

Amanhã: A carroça é nossa, com o grupo Xama teatro (MA), na área de lazer do Sesc Ceilândia, às 14h. Livre para todos os públicos. Adaptação, com o Teatro de Açúcar (DF), no Teatro Sesc Paulo Autran, às 18h e às 20h. Não recomendado para menores de 10 anos. A gigantea, com a Cia. Lestrois Cles_Brazil (RJ), no Teatro Sesc Garagem, às 20h. Não recomendado para menores de 12 anos. Www para freedom, com Barracão de Teatro (SP), no Teatro Sesc Paulo Gracindo, às 20h. Não recomendado para menores de 12 anos.

Domingo: A carroça é nossa, com o grupo Xama teatro (MA), na área de lazer do Sesc Ceilândia, às 14h. Livre para todos os públicos. Adaptação, com o Teatro de açúcar (DF), no Teatro Sesc Paulo Autran, às 20h. Não recomendado para menores de 10 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES