Brasília-DF,
26/JUL/2017

Cidades coloniais ao redor de Brasília oferecem passeios repletos de memórias

Goiás Velho, Pirenópolis, Cristalina e Corumbá são referências para quem quer desfrutar de passeios aconchegantes

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:22/07/2016 07:15Atualização:21/07/2016 18:04
 
Caminhos de ladrilho, postes de candieiro e casas coloridas compõem a essência de cidades históricas no interior de Goiás. Conhecidas pela tranquilidade ou pelos pontos turísticos, Goiás Velho, Pirenópolis, Cristalina e Corumbá são referências para quem quer desfrutar de passeios aconchegantes. Entre cachoeiras, museus e igrejas, os viajantes podem conhecer a beleza desses lugares carregados de memórias e mergulhar em um mundo de lembranças e registros.

Cidade de Goiás
 
 (Renato Alves/CB/D.A/Press)
 
 
Eternizada nos poemas de Cora Coralina, a Cidade de Goiás também é conhecida como Goiás Velho. Protegida de influências modernas, a região oferece uma atmosfera voltada para a arquitetura da época das Bandeiras.

Construções simples e tipicamente coloniais dão um ar de tranquilidade à cidade. Marcado por celebrações religiosas, apresentação de danças populares e diversidade nos artesanatos, o local é um rico e peculiar patrimônio cultural. Coreto no centro da praça e pôr do sol com vista para o ambiente pacato convidam os que gostam de explorar a vida interiorana a visitar o município, que fica a 290km da capital federal.
 
Pirenópolis
 
 (Edy Amaro/Esp. CB/D.A Press)
 
Cidade que guarda os encantos da vida de interior, Pirenópolis é um dos pontos favoritos de turistas que circulam por Goiás. Além de cachoeiras relaxantes, o local oferece uma viagem aos tempos coloniais.

Fazendas e construções antigas montam um cenário rico e fiel à cultura tradicional. Considerada berço da cultura goiana, a cidade abriga santuários ecológicos e oferece opções gastronômicas típicas do dia a dia de interior. Fundada em homenagem à Nossa Senhora do Rosário Meia Ponte, Pirenópolis fica a 150km de Brasília e se destacou pela mineração de ouro e agricultura. Porém, hoje, é glorificada pelos registros da região.
 
Cristalina
 
Esquecida por bandeirantes que desmataram a região à procura de ouro, Critalina ficou conhecida como a Serra dos Cristais. A quantidade de cristais presente no local sempre foi surpreendente e, no século 18, atraiu franceses para a exploração. Porém, demorou 38 anos para a Serra ser nomeada de vila e, depois, município. A 131km de Brasília, o município guarda uma paisagem colonial e concentração energética elevada.

Corumbá
 (Jose Rodolpho Assenco/Divulgação)
 
Corumbá surgiu como polo de mineração dos Rios Corumbá e Ribeirão Bagagem, mas foi com a inauguração da capela de Nossa Senhora da Penha de França, em 1734, que o povoado começou a crescer. A expansão se deu entre a margem dos rios e a praça da igreja. Porém, só em 1849 foi reconhecida como vila. Rica no ambiente natural e em tradições folclóricas, a cidadezinha fica a 113km de Brasília. Piscinas naturais e saltos de cachoeira são os maiores atrativos. O chamado Salto do Corumbá tem uma queda de 80m e dá origem a grutas e a prainhas em plena harmonia com o ambiente natural.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES