Brasília-DF,
15/AGO/2018

Samantha Canovas cria texturas que ultrapassam as telas

Na exposição 'Lembrar que a água circula por debaixo das ondas' a artista usa tecidos crus na criação de obras

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Nahima Maciel Publicação:05/08/2016 07:01
Samantha Canovas ultrapassa as fronteiras da pintura na Galeria Ponto (Reprodução/Divulgação)
Samantha Canovas ultrapassa as fronteiras da pintura na Galeria Ponto
 
 
Os tecidos dos objetos que Samantha Canovas apresenta em Lembrar que a água circula por debaixo das ondas são crus. Não há estampas, mas há claras referências à pintura na maneira como a artista constrói objetos com o chassi da tela ou manuseia a lona e o linho crus.
 
A pesquisa de Samantha tem origem em tinta e pincel, mas ultrapassa a tela. “Para fazê-los, crio procedimentos, porque os materiais são limitados, então preciso dos procedimentos para criar coisas diferentes.” Para criar texturas, ela desfia o tecido, corta, dobra. (N.M.)

SERVIÇOS
Lembrar que a água circula por debaixo das ondas
De Samantha Canovas. Abertura amanhã, às 19h, na Galeria Ponto (710/711 Norte, Bloco D Loja 23, subsolo).


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES