Brasília-DF,
19/SET/2018

CCBB recebe espetáculo da Cia. Os buriti sobre cultura cigana

A peça apresenta histórias míticas e esquecidas do povo que veio do oriente

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Alexandre de Paula- Especial para o Correio Publicação:02/09/2016 07:00Atualização:01/09/2016 17:32
Novo espetáculo da Cia Os Buriti, Kalo - Filhos do vento, mistura teatro, dança e música ao vivo (Thiago Sabino)
Novo espetáculo da Cia Os Buriti, Kalo - Filhos do vento, mistura teatro, dança e música ao vivo
 
 
Viajando entre o real e o imaginário, Suki, uma cigana contadora de histórias, tenta salvar a memória de seu povo. É a partir desse desafio que se constrói o texto de Kalo —  Filhos do vento. Escrito por Maurice Durozier, do Theatre du Soleil (da França), a peça ganha uma interpretação poética sob a ótica da Companhia Os Buriti. Apresentado no CCBB até 2 de outubro, o espetáculo apresenta a cultura cigana. “O texto de Maurice tem muito a ver com o que sempre buscamos, que é trabalhar com culturas populares de povos esquecidos, histórias míticas. Essas histórias que falam da memória do povo cigano são muito bonitas e se relacionam muito bem também com a nossa”, comenta Eliana Carneiro, que divide a direção com a filha Naira Carneiro.

A peça, encenada a céu aberto, “sob a luz das estrelas”, apresenta elementos de dança e música ao vivo. “Desde o início, nosso trabalho tem essa relação da música com o corpo, do ritmo, do gesto simbólico, da palavra aliada à cadência narrativa”, conta Eliana.A montagem original, na França, era feita por Maurice e seus familiares. Aqui, também, a família entra em cena para produzir o espetáculo. “Eu digo sempre que sou uma pessoa superabençoada de ter o presente de estar no palco com a minha filha. Há 20 anos, a gente trabalha junto. A nossa sintonia gestual, as nossas buscas vêm se entrelaçando”, conta Eliana. A diretora lembra que a filha entrou no grupo desde a infância, ainda com 6 anos. “Os Buriti surgiu em 1995 aqui em Brasília. ANaira tinha 6 anos e já integrou a Cia. por escolha própria.
 
Nosso objetivo era trabalhar a linguagem corporal e a palavra com histórias míticas, simbólicas da tradição popular brasileira e de outros países do mundo”, rememora. Além de Naira, Guian Larrea, filho de Eliana, será o sombrista do espetáculo.As sombras são, inclusive, um dos elementos que a companhia experimentou pela primeira vez em Kalo — Filhos do vento. “Estamos trabalhando também com o teatro de sombras, graças à parceria com Soledad Garcia e Thiago Bresani. Isso é uma novidade para o grupo. E é excelente entrar em outras experiências, outras técnicas”, acrescenta.

SERVIÇO  
Kalo, filhos do vento
Com a Cia. Os Buriti. Centro Cultural Banco do Brasil Brasília (CCBB). De amanhã a 2 de outubro, sábado e domingo, às 19h. Entrada franca. Classificação indicativa livre.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES