Brasília-DF,
19/SET/2019

Peça sobre Van Gogh estreia hoje no CCBB

Intitulada 'Van Gogh, arte, amor e loucura', o espetáculo conta a vida do artista

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Rebeca Oliveira Publicação:02/09/2016 07:10
A vida do pintor holandês Vincent Van Gogh é marcada por dualidades
A vida do pintor holandês Vincent Van Gogh é marcada por dualidades
 
Dívidas, problemas de relacionamento com a família, temperamento intempestivo. Genialidade, irreverência, criatividade. A vida do pintor holandês Vincent Van Gogh é marcada por dualidades. Sutil e biográfica, a peça Van Gogh, arte, amor e loucura detalha parte das características, experiências e personagens que fizeram do artista um dos mais importantes da história. Cultuado mundialmente — ano passado, a tela L’Allée des Alyscamps foi vendida por US$ 66 milhões — o pintor vendeu apenas uma tela em vida (O vinhedo vermelho), comprada pelo irmão, Theo, como uma forma de incentivo da carreira. 

O recorte dessa amizade fundamental à consolidação da identidade cultural de Van Gogh ganha destaque no texto de Gilson Montblanc, que, como pontapé, tem a mudança do artista para Arles, no Sul da França. “Estou há cinco anos estudando a vida e a obra dele”, afirma Montblanc. “O que mais me impressionou foi a personalidade dele. É um filósofo de imagens. Era tratado como uma pessoa doente dentro da família, por ter esquizofrenia. Pelo contrário. Era um cara inteligentíssimo”, resume.

SERVIÇO 
Van Gogh, arte, amor e loucura 
Centro Cultural de Brasília (601 Norte, Md. B; 3426-0400). Hoje, às 21h. Ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Meia-entrada disponível para doadores de 2kg de arroz, feijão, óleo ou macarrão e para artistas com DRT. Não recomendado para menores de 14 anos.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES