Brasília-DF,
16/DEZ/2018

Galeria Alfinete expõe obras de Íris Helena

A exposição 'Aliança' da artista traz uma comparação entre Brasília e Frankfurt

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Nahima Maciel Publicação:09/09/2016 06:45
Na série Aliança, Íris Helena contrapõe a construção de Brasília e destruição de Frankfurt ( Iris Helena/Divulgação)
Na série Aliança, Íris Helena contrapõe a construção de Brasília e destruição de Frankfurt

A artista paraibana Íris Helena mal havia desembarcado em Brasília para um mestrado quando recebeu o convite para uma residência em Frankfurt (Alemanha). Voou daqui para a Europa e se deparou com a sensação de viver em dois lugares sem realmente pertencer a nenhum deles. É sobre isso que ela reflete nas três séries em cartaz na Alfinete Galeria, a partir de amanhã.

Em Aliança, Íris coloca lado a lado imagens da construção de Brasília e da destruição de Frankfurt durante a Segunda Guerra Mundial. Souvenirs são globos de vidro que, em vez de conterem belas casinhas e chuva de neve, abrigam ruínas de monumentos brasilienses e alemães imaginados pela artista.

Todas as pontes traz um prato de ágata impresso com uma ponte destruída. O monumento foi implodido pelos alemães durante a guerra para que o inimigo não entrasse na cidade. “Não é uma exposição histórica, não tem essa pretensão, é uma exposição que traz coisas comuns do ser humano, como a sensação de que, ao desbravar, você está ‘desescolhendo’ lugares ao escolher um lugar”, diz.

Também na Alfinete, Andréa Capi e Walter Menon mostram A observação do limite, resultado de uma parceria que os artistas desenvolvem há anos. Esculturas em bronze de lâminas de machados criadas por Capi dialogam com os desenhos e fotografias de Menon.
“Os desenhos em preto e branco são de formas rochosas, mas, ao mesmo tempo, são meio orgânicos. E as fotos são do Vale da Lua, na Chapada, que tem muito a ver com os desenhos e os objetos”, explica Menon. As lâminas são formas comuns na pesquisa de Capi e ajudam a simbolizar limites.

SERVIÇO

Aliança
Navegando o mar cor de vinho em demanda de povos de línguas estranhas
Exposição de Íris Helena. 
Curadoria: Marília Panitz

A observacão do limite
Exposição de Andréa Campos de Sá e Walter Menon. 
Abertura amanhã, às 17h, na Alfinete Galeria (103 Norte bl.B lj. 66). Visitação até 8 de outubro, de quarta a sábado, das 15h às 19h30.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES