Brasília-DF,
26/MAR/2017

Espetáculo mescla dança e mímica para interpretar poemas

Em 'Gritos', cada movimento desperta um tema que precisa ser discutido na sociedade

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Vinicius Nader Publicação:17/02/2017 06:11

A expressão, a iluminação e os bonecos chamam a atenção em Gritos
 (Renato Mangolin/Divulgacao)
A expressão, a iluminação e os bonecos chamam a atenção em Gritos

Não é preciso uma palavra para que os gritos da cia. franco-brasileira Dos à Deux ecoem pelo Centro Cultural Banco do Brasil, onde o espetáculo 'Gritos' está em cartaz até 5 de março, com uma pausa na semana que vem por causa do carnaval.

Em cena, os atores e diretores André Curti e Artur Luanda Ribeiro esbanjam técnica e expressão corporal. Eles contam com o auxílio luxuoso do cenário (também assinado pela dupla), da iluminação quase personagem de Artur e Hugo Mercier e dos impressionantes bonecos de Natacha Belova e Bruno Dante.

Mesclando dança e mímica, André e Artur interpretam três poemas — os gritos do título —, Louise, O homem e Kalsun. A plateia vê em cada movimento o quanto é urgente falar de temas como transsexualidade, preconceito, guerra, aceitação e respeito, entre outros. O eixo que permeia o espetáculo é o amor, sentimento pelo qual é o maior grito da Dos à Deux.

 

SERVIÇO

'Gritos'

CCBB (Sces tr.2; 3108-7600). De hoje a domingo, às 20h. De 2 a 4 de março, às 20h; 5 de março, às 17h e às 20h. Ingressos a R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Não recomendado para menores de 14 anos. 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES