Brasília-DF,
14/NOV/2018

Antonio Fagundes apresenta comédia no Teatro da Unip

Espetáculo 'Baixa terapia' traz grande elenco em adaptação de comédia argentina

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Adriana Izel Publicação:07/09/2018 06:01Atualização:06/09/2018 17:49

A peça é uma adaptação de um espetáculo argentino (Caio Galucci/Divulgação)
A peça é uma adaptação de um espetáculo argentino

 

Durante uma viagem a Buenos Aires, Antonio e Bruno Fagundes e Mara Carvalho se encantaram com o espetáculo argentino Baixa terapia, de Matias Del Federico, e resolveram fazer uma versão brasileira. A montagem tem rodado o país e foi assistida por mais de 150 mil pessoas. Sábado (8/9) e domingo (9/9) será a vez de Brasília, com quatro sessões no Teatro Unip.

 

No palco, a história de três casais que vão para uma sessão de terapia. No entanto, quando chegam ao consultório, descobrem que a terapeuta não está lá e deixou apenas instruções em um envelope. "Você pode imaginar a bagunça que dá esses três casais fazendo terapia sem nenhuma orientação. A peça é realmente muito engraçada porque os autores, além de criarem essa situação que por si só é muito curiosa, também fizeram piadas pontuais e muito fortes. O público gargalha o espetáculo inteiro", garante Antonio Fagundes em entrevista ao Correio.

 

O elenco é formado por Antonio e Bruno Fagundes, pai e filho que produzem a montagem e estão pela terceira vez fazendo a dobradinha nos palcos, além de Mara Carvalho, Alexandra Martin, Ilana Kaplan e Fábio Espósito. O texto foi traduzido por Clarisse Abujamra, com adaptação de Daniel Veronese e direção de Marco Antônio Pâmio.

 

Pontualidade 

 

Há alguns anos sem se apresentar em Brasília, Antônio Fagundes conta que está ansioso para o retorno. "A última vez que eu fui, o Teatro Nacional ainda estava aberto. É um horror, a capital do país deixar um teatro daquele fechar, isso é uma coisa inadmissível em qualquer lugar do mundo. Não consigo entender uma coisa dessas, ainda mais por que Brasília tem um público bom de teatro, que se interessava muito. Eu não sei o que aconteceu com esse público de lá pra cá, mas vamos testar agora com Baixa terapia", completa.

 

As sessões do espetáculo começarão rigorosamente no horário. Algo que o ator, bastante pontual, sempre pede para ser ressaltado em suas apresentações. "É surpreendente (ter que avisar isso), porque o certo seria começar na hora. Mas o público tem um hábito desestruturado em relação ao horário. A gente avisa que é proibida a entrada após o início do espetáculo para não atrapalhar a grande maioria que chega na hora. E, é claro, que atrapalha os atores, mas ainda mais o público, que precisa lidar com gente passando na frente", explica o ator.

 

 

Serviço

Baixa terapia — Uma comédia no divã!

Teatro Unip (913 Sul). Sábado (8/9), às 19h e 21h30. Domingo (9/9), às 18h e 20h30. Espetáculo com Antonio Fagundes, Bruno Fagundes, Mara Carvalho, Alexandra Martin, Ilana Kaplan e Fábio Espósito. Texto Matias Del Federico, com tradução de Clarisse Abujamra e adaptação de Daniel Veronese. Direção: Marco Antônio Pâmio. Entrada a R$ 200 (inteira), R$ 120 (ingresso social) e R$ 100 (meia). Assinantes do Correio pagam meia-entrada. Não recomendado para menores de 14 anos. Não é permitida a entrada após o início do espetáculo, que começa rigorosamente no horário estabelecido. Não haverá devolução do valor do ingresso. 

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES