Brasília-DF,
22/ABR/2019

Seminário na Ceilândia ressalta poesia e música da cidade

Seminário Ceilândia Nacional de Literatura Periférica conta com coletivos e artistas que defendem a arte do local

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Tarcila Rezende - Especial para o Correio Publicação:12/04/2019 06:01
Elemento 5 faz parte do projeto que terá apresentações musicais e literárias e oficinas (Elemento 5/Divulgação)
Elemento 5 faz parte do projeto que terá apresentações musicais e literárias e oficinas

Para criar um ambiente de transformação cultural e social em Ceilândia, a Associação Vila dos Sonhos e o coletivo Elemento 5 organizaram o Seminário Ceilândia Nacional de Literatura Periférica. O evento, que conta com atrações nacionais e locais, chama a atenção para a cultura periférica como um todo e será realizado nesta sexta-feira (12/4), no Sesc de Ceilândia.

O seminário é a continuação da edição Hip hop visto por dentro, série de oficinas de DJ, discotecagem e percussão que o Elemento 5 realiza em escolas de Ceilândia, na sede da associação Vila dos Sonhos. "Foi exatamente há duas décadas que, em uma escola de Ceilândia, ouvimos falar em transformação social pelo protagonismo da própria comunidade, em uma oficina de rap", relembra Dione Black, presidente da Associação Vila dos Sonhos, membro do Elemento 5 e idealizador do projeto. Hoje são eles que podem disponibilizar essa oficina na cidade.

A programação do evento inclui palestra do ex-Facção Central Eduardo Taddeo; parada poética, com Renan Inquérito; o rap ceilandense da Família PR15; e a presença dos rappers Realleza, Patrícia Sander e Ravier Hernandez. "A escolha dos convidados foi baseada na trajetória de vida deles, em suas contribuições como músicos e escritores e por serem periféricos que contam suas histórias por meio da música ou dos livros. E isso vai ao encontro do tema do seminário Literatura Periférica", explica Dione.

O rapper brasiliense Japão, do Viela 17, entrará como mestre de cerimônia. "Ele veio para abrilhantar o encontro. Japão é uma peça-chave como um autêntico representante de Ceilândia, e a própria história dele já é auto justificada para estar presente" afirma Dione.

Serviço
Seminário Ceilândia Nacional de Literatura Periférica
Teatro SESC Ceilândia (QNN 27, Área Especial S/N, Ceilândia Norte). Sexta-feira (12/4), das 17h às 22h. Entrada franca. Classificação indicativa livre.


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES