Brasília-DF,
27/JAN/2020

Projeto Ruas Convida traz, em nova edição, MC Carol como atração principal

Já vieram para o projeto os rappers BNegão e Djonga

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Lucas Batista* Publicação:06/12/2019 06:04Atualização:05/12/2019 19:49
MC Carol: 'Um dia você está sem rumo e, no outro, você está pelo mundo' (I Hate Flash/Divulgação)
MC Carol: 'Um dia você está sem rumo e, no outro, você está pelo mundo'

BNegão, em outubro, a festa Makossa, em agosto, e o rapper Djonga, no ano passado. Todas essas atrações já deram um rolê em Ceilândia para o Ruas Convida, mas, nesta quarta edição, a promessa é de um baile funk carioca com MC Carol, na Praça do Cidadão. O show ocorre neste sábado (7/12), a partir das 18h.

A carioca MC Carol se notabilizou por unir temáticas sociais com músicas de duplo sentido, que falam sobre sexualidade, desigualdade e racismo. No Distrito Federal, o repertório segue a mesma linha, mas com novidades. “Será uma mistura de faixas mais politizadas e outras mais engraçadas, para o povo dançar. Devo apresentar algumas coisas já do novo disco, que estamos preparando”, conta a funkeira em entrevista ao Correio.

Conhecida pelas canções 100% feminista, Jorginho me empresta a 12 e Não foi Cabral, Carol roda o país e o mundo. “Ainda fico surpresa e me emociono. Um dia você, você está sentada, sem rumo, pensando em nada, e, no outro, você está pelo mundo. Hoje, eu já dei palestra nos Estados Unidos, cantei no Lollapalooza e no Rock in Rio. O funk, que era brincadeira, virou o caminho pra minha vida entrar na linha.”

Mesmo com todas essas conquistas, a artista considera que o funk ainda sofre com preconceito e marginalização por parte da sociedade. “Continua marginal, continua perseguido, mas a favela está chegando em todo mundo. Não podem mais fechar os olhos para o funk. Só espero que as pessoas não fechem os olhos para a perseguição e usem o funk só quando for conveniente, sabe? Olha o que rolou com o Rennan da Penha (responsável pelo Baile da Gaiola, no Rio de Janeiro, preso recentemente acusado de vínculo com tráfico de drogas).” 

A artista vê a situação atual como um momento que exige união dos funkeiros: “É bizarro. Quem se calou nessa situação do Rennan está indo contra ele, porque isso poderia acontecer com cada um de nós. Quem quer acabar com a gente está unido, por isso precisamos estar muito mais”, completa.

“O funk é mais que um som, é empreendedorismo, uma manifestação política. Nossa intenção é justamente celebrar essa cultura pulsante em várias periferias”, diz o idealizador do evento Max Maciel.

O Ruas Convida tem como objetivo promover a democratização da cultura para a cidade mais populosa do Distrito Federal, Ceilândia, e o respeito à diversidade. O projeto também tem a finalidade de reverter parte da bilheteria para benfeitorias para a Praça do Cidadão. “Uma coisa que sempre esquecem ao falar do que falta na comunidade ou periferia é lazer, acesso a diversão. Isso é importante demais para que as pessoas se sintam parte da cidade”, completa MC Carol.
 

Serviço

Ruas Convida MC Carol
Praça do Cidadão (St. M, EQNM 18/20). Sábado, às 18h. Ingressos a R$ 20 (2° lote), disponíveis até dia 07/12, às 19h, no site: www.sympla.com.br, depois R$ 30 na porta do local. Não recomendado para menores de 18 anos.
 
 

*Estagiário sob a supervisão de Igor Silveira
 


COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES