Brasília-DF,
03/ABR/2020

Comediante Marcelo Adnet vira marionete de um humor previsível

Subaproveitado na tevê, o jornalista está sendo desgastado em quadro do Fantástico

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Chico Neto Publicação:29/09/2013 06:01Atualização:27/09/2013 13:21
O humorista, caricaturado de Ney Matogrosso: sinais de cansaço (Estevam Avellar/TV Globo)
O humorista, caricaturado de Ney Matogrosso: sinais de cansaço

Ao mesmo tempo em que existe para assumir responsabilidade pela cena, a direção de uma atração de tevê precisa estar afinada com os recursos do intérprete, que é o porta-voz da ação da obra. Alguma falha de sinal nesse delicado sistema de orquestração da arte de representar tem levado Marcelo Adnet ao desgaste prematuro na Globo. E não é por falta de boa expectativa de quem já conhece o trabalho desse multiartista.

Mesmo bom de jogo — o talento apurado para a comédia levou-o à emissora, após a consolidação de seu sucesso na MTV —, Marcelo parece longe de encontrar a saída desse labirinto. Até agora, o espaço que lhe destinaram não combinou com seu potencial, ou, sob uma ótica mais delicada, o subexplorou. Assim como em O dentista mascarado, que marcou sua estreia no canal, os quadros que atualmente apresenta no Fantástico transformam o garoto da hora do humor televisivo em um acorde dissonante.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
andre ramos 29 de Setembro às 11:48

Que pena, um grande artista preso por um contrato. O Zorra Total o espera.

[Denunciar]

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK