Brasília-DF,
05/ABR/2020

Com contrato assinado, Sabrina Sato se lança para novos projetos

Sabrina Sato fecha contrato com a Record, gerando insatisfação na Band e assumindo o desafio de comandar sozinha um programa

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:05/01/2014 07:07
Apresentadora terá o desafio de assumir comando de programa na Record e fazer jus ao salário, um dos mais altos da casa
 (Guilherme Maia/Divulgação)
Apresentadora terá o desafio de assumir comando de programa na Record e fazer jus ao salário, um dos mais altos da casa

O ano de 2014 será crucial para a carreira de Sabrina Sato, que, após 10 anos, decidiu deixar o Pânico em busca de novos desafios. A apresentadora se prepara para assumir um programa ainda indefinido na TV Record, recebendo um dos maiores salários da casa. O valor exato, no entanto, não foi divulgado. As negociações com a emissora começaram depois que o nome de Sabrina apareceu no topo de uma pesquisa sobre apresentadores mais carismáticos, na opinião do público.

Todo o processo foi feito às escuras, enquanto o contrato de Sabrina ainda estava na Band, o que gerou uma grande indignação da emissora com a manobra feita pela concorrente. Foi uma saída pela porta dos fundos. O canal deu por encerrada a história e a equipe do Pânico não quer nem citar o nome da apresentadora.

Apesar da aposta da Record, a escolha de Sabrina talvez tenha sido precoce. Será que ela funciona sozinha? São incontestáveis seu carisma e a sua habilidade humorística, mas o trabalho desenvolvido nos anos de Pânico não a garantem no comando de um programa. A figura televisiva de Sabrina é, por si só, imatura. A mulher, que estampa capas de revista e anda com seu stylist a tiracolo, ainda é aquela moça brejeira quando toma a fala.

Não se sabe ao certo se Sabrina assumirá o camando do Domingo da gente ou terá um programa próprio. Certo é que o barulho em torno de sua contratação e os rumores sobre o futuro geraram uma expectativa muito alta sobre o trabalho de uma apresentadora que colocou na geladeira dois de seus ex-colegas de programa e se tornou musa da classe C. De certeza, apenas o talento evidente que tem para o entretenimento e o poder comercial que sua imagem carrega. Poder esse que, inclusive, fez alguns anunciantes se desligarem do programa que deixou.

A tentativa do Pânico de apagar Sabrina do histórico do programa, ao contrário de diminuir a importância que ela teve para a atração, parece mais uma medida raivosa de quem não sabe o que fazer para substituí-la. Íris Stefanelli é um dos nomes especulados, mas só o tempo dirá quais os rumos que o programa irá tomar.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK