Brasília-DF,
06/JUL/2020

Bianca Castanho garante que sabe aproveitar os papéis de vilã

"Tenho mais rosto de mocinha, mas adoro minhas personagens malvadas. Sempre visto a camisa", brinca.

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Carta Z Notícias Publicação:11/03/2014 07:00

Bianca Castanho, a Zima de 'Milagres de Jesus', minissérie bíblica da Record (Luiza Dantas/CZN)
Bianca Castanho, a Zima de "Milagres de Jesus", minissérie bíblica da Record

A tevê tem por costume rotular diversos atores em determinados gêneros de papéis. Os traços delicados de Bianca Castanho logo a levaram para os óbvios lugares de mocinha. Por isso, a atriz garante que sabe aproveitar os poucos momentos em que lhe são oferecidos o posto de vilã. Como foi o caso da maquiavélica Zima do episódio "O Surdo de Decápolis", de "Milagres de Jesus". "Quando temos cara de boazinha, é legal fazer uma vilã para surpreender o público. Tenho mais rosto de mocinha, mas adoro minhas personagens malvadas. Sempre visto a camisa", brinca.

 

Na história escrita por Renato Modesto, Bianca vive a invejosa irmã de Neziá, interpretada por Ana Paula Tabalipa. "Ela sempre arma contra a irmã. Finge ser boazinha, mas não é não", adianta. Com as gravações já em andamento, a atriz não teve muito tempo para compor a personagem. Por isso, durante dois dias, ela participou de ''workshops'' e palestras sobre os costumes da época. Além disso, recorreu a referências do período em que interpretou a sofrida Selima de "Rei Davi". "Temos de incorporar esse ritmo mais lento e aprender a ser uma mulher submissa. Naquela época, mulher andava de cabeça baixa e não olhava no olho do homem. Já tinha uma noção desse clima e desses gestos menos expansivos", afirma.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK