Brasília-DF,
20/OUT/2017

Novelas, séries e minisséries brasileiras ganham força no exterior

Record chegou às TVs norte-americanas com séries e minisséries religiosas

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Diário de Pernambuco Publicação:20/03/2014 11:09
José do Egito, com Ângelo Paes Leme e Larissa Maciel, foi exibida no México ( Michel Angelo/TV Record/Divulgação)
José do Egito, com Ângelo Paes Leme e Larissa Maciel, foi exibida no México

As novelas e séries tupiniquins continuam no gosto dos gringos e, cada vez mais, os produtos brasileiros ocupam o cenário internacional. A TV Clube/Record chegou às TVs norte-americanas com séries e minisséries religiosas. Rei Davi foi vendida para a Fox e, recentemente, o MundoFox, canal de programação latina, apresentou José do Egito.

%u201CEncontramos nosso foco de trabalho. Até porque somos a única emissora da América Latina a investir de forma tão pesada nesse segmento%u201D, conta Marcelo Silva, diretor de dramaturgia da emissora. Escrava Isaura, de 2004, protagonizada por Bianca Rinaldi, agradou os latinos. A trama foi exibida em países como Venezuela, Argentina, Chile, Peru e Guatemala.

A Globo começou a exportar novelas em 1973, com O bem amado, de Dias Gomes. De lá pra cá, inúmeras conquistaram o estrangeiro. Vendida para 125 emissoras, Avenida Brasil (2012) é exibida na TV Azteca, segunda maior rede de TV do México. O primeiro capítulo registrou uma das maiores audiências do canal.

A disputa para ver quem exporta mais conteúdo fica entre Record e Globo. A Band levou poucas tramas, como Dance, dance, dance, de 2007. Na contramão, o SBT traz produções ou roteiros, como Chiquititas e Carrossel.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK