Brasília-DF,
20/OUT/2017

Canais brasileiros usam séries estrangeiras como estratégia de audiência

Mesmo quando essa tentativa não dá certo, algumas emissoras insistem nas produções

Diminuir Fonte Aumentar Fonte Imprimir Corrigir Notícia Enviar
Publicação:30/03/2014 06:18
 Breaking bad virou A química do mal na Record (	Record/Divulgação)
Breaking bad virou A química do mal na Record
A fim de conquistarem um novo público e, consequentemente, alavancar a audiência, as emissoras nacionais resolveram apostar nos seriados norte-americanos. Dublados e, às vezes, com alterações nos títulos, nem sempre esses programas repetem o sucesso do país de origem, e acabam virando motivo de piadas na internet.

Com o tempo, as séries deixaram de ser apenas tapa-buracos, como acontecia regularmente na Globo, e ganharam destaque na programação. O caso mais recente é a premiada Breaking bad, em exibição na Record. Para divulgar o programa, o canal caprichou em campanhas publicitárias, com direito a trailer soltando fumaça roxa passeando pelas ruas de São Paulo.

Desde a estreia (a atração está na quinta temporada), a série não rendeu a audiência esperada, chegando a amargar três pontos de média. Mesmo assim, a emissora continua exibindo enlatados norte-americanos, como Era uma vez (Once upon a time), Heróis contra o fogo (Chicago fire), Spartacus, Bates Motel, Grimm e Engana-me se puder (Lie to me).

Sustentado por produções estrangeiras, o SBT tem 17 séries na grade. O número tende a aumentar, já que o canal acabou de fechar contrato com emissoras americanas. A Band já exibiu clássicos como Família Soprano, e,hoje, transmite Como eu conheci a sua mãe (How I met your mother) e The walking dead.

COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.

CINEMA

TODOS OS FILMES [+]

BARES E RESTAURANTES

EVENTOS






OK